Como ser diplomata?

  • Avatar
    Clipping
    04/04/2022 . 4 min de leitura

Para ser um diplomata é preciso ser aprovado no Concurso de Admissão à Carreira de Diplomata (CACD) e ter qualquer curso superior reconhecido pelo MEC. Além disso, é preciso preencher alguns requisitos formais previstos no Edital do CACD para a investidura no cargo.

Neste artigo, abordaremos de forma bem objetiva as respostas algumas perguntas básicas buscadas por pessoas que se fazem a pergunta: “Como ser diplomata“?

Falaremos das:

  1. Condições para ser um diplomata
  2. Perfil para ser um diplomata
  3. Conclusão e outras leituras

Vamos ao post!

1. Condições para ser um diplomata

No Brasil, o recrutamento de diplomatas é feito por meio de concurso público com um formato bastante peculiar: o Concurso de Admissão à Carreira de Diplomata (CACD).

Entretanto, além da aprovação no CACD, há requisitos básicos para investidura do cargo. Esses requisitos são apresentados no Edital do CACD. O Edital CACD 2022, em seu artigo 2.4 apresenta os requisitos básicos para ingressar na carreira. São eles:

Fonte: Edital CACD 2022

Ah, Clipping. Não curto ler Editais. Dá para simplificar o que está escrito acima?

Dá sim.

Para ser diplomata é preciso:

  • Ser maior de 18 anos;
  • Ser brasileiro nato;
  • Estar em dia com obrigações eleitorais (candidatos e candidatas)
  • Estar em dia com as obrigações militares (apenas candidatos do sexo masculino)
  • Ter formação em qualquer curso superior (não importa qual!)

Basicamente, o principal requisito é que o candidato tenha algum curso superior.

Dessa forma, não é preciso ter um curso superior específico. Basta que o curso superior em questão seja devidamente reconhecido pelo MEC.


E-book Gratuito

Deixamos aqui um e-book completo e com tudo o que você precisa saber sobre a carreira diplomática. Download através do botão abaixo.

BAIXAR E-BOOK

2. Qual o perfil para ser um diplomata?

Embora qualquer candidato que tenha passado pelo CACD e que tenha um curso superior possa seguir a carreira, nem todo mundo tem perfil para ser um diplomata.

Embora a visão mais difundida da carreira seja aquela do diplomata “Ferrero Rocher” em meio a celebridades e suntuosas festas, a realidade e o dia a dia é bem diferente. Há um post clássico e bem humorado escrito por sobre os motivos por que não ser um diplomata.

De acordo com o ex-Diretor do Instituto Rio Branco, Sérgio Barreiros,

O mais importante para ser um diplomata é ter a capacidade de aprender rápido e constantemente. Para ser um diplomata, é preciso que a pessoa saiba saiba identificar e avaliar questões criticamente, perceber as variáveis em jogo em cada situação e, dessa forma, propor um caminho certo para a promoção e a salvaguarda do interesse nacional.

Esse é, em síntese, o perfil buscado pelo Ministério das Relações Exteriores (MRE).

Sendo assim, em função da diversidade de atuação possível, a carreira tem essa peculiaridade de atrair jovens que buscam a carreira com os mais diversos perfis.

Entretanto, ao contrário dos concursos jurídicos, que normalmente atraem um perfil muito específico de candidatos, a carreira diplomática é ecumênica o bastante. Assim, atraindo tanto candidatos com distintos backgrounds e interesses.

3. Conclusões e outras leituras para quem quer ser um diplomata

Vimos nesse artigo, de forma bem breve, que basicamente é preciso ser aprovado no CACD.

Deseja ir além e entender mais a fundo a carreira? Então, veja os conteúdos abaixo:

Para ir mais longe e entender melhor sobre o background e o perfil de quem se torna diplomata, veja as entrevistas e outros conteúdos do Clipping.

Tem mais alguma dúvida ou comentário? Então, conte para o Clipping aí abaixo!


  • Avatar
    Clipping

    Uma plataforma de estudos capaz de te ajudar a estudar com autonomia, através de planos de estudo, roteiros de leitura, mapas mentais, resumos e simulados.


Avatar
Clipping

Uma plataforma de estudos capaz de te ajudar a estudar com autonomia, através de planos de estudo, roteiros de leitura, mapas mentais, resumos e simulados.