Você já sabe como entrar na Polícia Federal?

Bem vindos amigos do Clipping!

 

Hoje o Clipping irá falar um pouco sobre o concurso da PF, mas mais precisamente sobre como entrar na Polícia Federal.

 

Bom, o concurso é um dos mais cobiçados do Brasil; e isso sem dúvida está relacionado a ótima remuneração que o cargo disputado tem, já que o salário de um Policial Federal pode chegar perto dos R$ 30.000,00 por mês no final da carreira! No entanto… Sonhar com esse emprego não é para qualquer um, pois na mesma medida em que ele é atrativo, também é concorrido. Sendo assim, a primeira coisa que você precisa saber é: terá que estudar bastante!

 

Mas calma! Isso não precisa ser necessariamente um problema! (A não ser que você esteja querendo estudar muito para o concurso da PF 2018, aí sim é um problema, porque que o concurso já aconteceu…) PORÉM! O concurso da PRF 2018 ainda está aí! E estudar para o concurso da Polícia Rodoviária Federal é a especialidade do Clipping. Inclusive, se já estiver interessado em iniciar seus estudos o quanto antes (o que é altamente recomendado), você pode conhecer o Clipping agora mesmo clicando no botão logo abaixo 👇

 

Estude para o Concurso da PRF

 

Mas se acha que ainda não é o momento para se cadastrar, fique tranquilo! Ainda nesse artigo, o Clipping irá falar mais sobre como passar no concurso da Polícia Federal. Continue lendo com a gente…


 

Provavelmente você já deve saber o básico sobre como entrar na Polícia Federal. Aí você pode estar pensando: “Sim, óbvio: é só passar no concurso da Polícia Federal”.

 

Mas você sabe quais são todas as etapas necessárias para entrar na Polícia Federal? Sabe o que é importante em cada etapa? E como estudar para as provas da PF? Já sabe?

 

Se essas perguntas não resultaram em respostas imediatas e claras na sua cabeça, continue com gente e se prepare, porque é sobre todas as respostas das perguntas abaixo que vamos falar nesse artigo!

 

 

O concurso da Polícia Federal 2018

 

Bem, sobre “aquela possibilidade” de ter um concurso da Polícia Federal em 2018, as notícias são boas: já foram autorizadas 500 vagas pelo Raul Jungmann, ministro da segurança pública. A grande novidade é que embora a autorização já estivesse sendo esperada por quem ansiava se candidatar ao cargo de Delegado ou Perito, também surgiram vagas para os que visavam os cargos de Agente ou Escrivão, o que fez aumentar ainda mais o número de vagas e, consequentemente, suas chances de realizar o sonho de entrar para a Polícia Federal.

 

O Clipping pesquisou bastante pela informação oficial, mas, ao que parece, ainda não foi feita a distribuição oficial das vagas. Ainda assim, alguns sites relativamente confiáveis, como a Folha Dirigida, têm falado de uma suposta distribuição anunciada pelo Luís Antônio Boudens, o atual presidente da Fenapef. Confira a informação:

 

  • Delegado 140 vagas,

  • Perito 50 vagas,

  • Agente 220 vagas

  • Escrivão 60 vagas,

  • Papiloscopista 30 vagas.

 

O Clipping não aconselha você a confiar 100% nessa distribuição, mas de fato é provável que esta venha ser a real distribuição das vagas do concurso da Polícia Federal 2018.

O que preciso ter para entrar na Polícia Federal?

 

Apesar do concurso ser um dos mais concorridos do Brasil, as exigências para participar do processo seletivo não são muitas. O candidato da Polícia Federal deverá se adequar aos seguintes requisitos:

 

  • Possuir mais de 18 anos

  • Ter carteira de habilitação a partir da categoria B

  • Possuir nível superior completo em qualquer curso (exceto para o cargo de Perito e Delegado que exigem cursos específicos)

O básico que precisa saber para passar no Concurso da Polícia Federal

 

Como já deu para perceber até aqui, passar no concurso da polícia federal não é um dos objetivos mais fáceis a se almejar. Por conta da alta concorrência, é muito comum, por exemplo, o candidato não ser aprovado por falta de apenas um ponto; ponto que, com certeza, seu adversário fará questão de não desperdiçar. É por essa razão que para ter chances reais de uma aprovação, é necessário dedicar um boa porcentagem do seu dia a dia aos estudos.

 

Se você está pensando fazer a prova da Polícia Federal sem levar seus estudos a sério, é melhor nem perder seu tempo…


 

Você confia nos seus materiais de estudo?

 

Ao mesmo tempo que ser disciplinado nos estudos é a chave para sua aprovação, estudar com o material errado pode ser um tiro no pé! Imagine gastar seu precioso tempo estudando assuntos que passarão longe de cair na prova? Ou pior ainda: imagine estudar por um material que não contém os assuntos que farão total diferença durante a avaliação! É sabendo a seriedade/sensibilidade dessa fase da sua preparação, que o Clipping quer te alertar sobre a qualidade do material preparatório que você utilizará nos seus estudos. É muito importante que seu material de estudos seja baseado no edital do concurso da Polícia Federal. Lá que estão contidas todas as informações necessárias para direcionar seus estudos. Existem alguns roteiros de estudos que já são esquematizados de acordo com o edital (como os roteiros de estudos do Clipping) e são justamente esses que você deve procurar. Isso irá garantir que seu tempo seja gasto apenas com assuntos relevantes para sua aprovação.


 

A importância de praticar seus conhecimentos com exercícios

 

É muito importante que na sua rotina de estudos, você dedique um tempo a exercícios práticos. O motivo é bem simples: no concurso da PF seus conhecimentos serão avaliados através de exercícios práticos! De nada adianta ter o conhecimento, se não conseguir passá-lo para o papel. Os exercícios irão te ajudar a ter um bom desempenho na prova e, ignorá-los com certeza será um dos erros mais básicos que poderá cometer. Concluindo: Faça simulados frequentemente para aprender a transferir o conhecimento absorvido nos seus estudos para o papel da prova. Quando você utiliza um conhecimento para resolver um problema, instintivamente seu cérebro tende a fixar aquele conhecimento, pois interpreta que aquilo poderá ser útil para problemas futuros.

 

“É realmente importante fazer minhas próprias anotações?”

 

E claro, o Clipping também não poderia deixar de falar da importância de fazer suas próprias anotações.

 

“Ah Clipping, mas se estou em posse de todo conteúdo que preciso, para que fazer mais uma cópia?”

 

Nisso você tem toda razão. Acontece que a intenção por trás da escrita, não está em apenas copiar o conteúdo, mas sim em conseguir uma melhor fixação do que está estudando. Não está convencido? Veja então o que o recordista brasileiro de memorização e autor do livro “Faça Seu Cérebro Trabalhar por Você”, Renato Alves, fala sobre essa prática:

 

“Quando escrevemos ativamos a memória sensorial e motora que registra os momentos feitos pelas mãos”

 

É por essa razão que fazer anotações sobre o conteúdo que está estudando é imprescindível para uma boa absorção do mesmo.

 

Agora que você já sabe o básico para mandar bem nos estudos e passar na Polícia Federal, precisa conhecer um pouco sobre as etapas que terá que enfrentar para alcançar o tão sonhado objetivo da aprovação.

Etapas do Concurso da Polícia Federal

 

Para entrar na Polícia Federal você precisará passar no concurso PF, que conta com mais de uma etapa de avaliação. Ao todo são 5 etapas. Em cada etapa do concurso, é necessário atingir uma pontuação mínima para conseguir se classificar e, apenas quem passa em todas as 5 fases garante a vaga na Polícia Federal. As fases das quais estamos falando são respectivamente:

 

  • Prova objetiva

  • Prova discursiva

  • Teste de aptidão física (TAF)

  • Exame médico

  • Exame psicológico

 

É importante ressaltar que as provas objetivas e provas discursivas são de caráter classificatório e eliminatório, enquanto o TAF e as demais etapas possuem caráter apenas eliminatório.

 

Vamos falar agora das três primeiras etapas do concurso da Polícia Federal, porém, antes de começarmos a falar sobre isso, o Clipping precisa falar um pouco mais sobre a base de todas essas etapas: o edital! Fique com a gente para saber um pouco mais sobre o edital da PF 2018!

Edital da Polícia Federal

Esta é a maneira mais simples de sintetizar toda a importância do edital em uma só frase:

 

Tudo que você precisa saber sobre um concurso está no edital!

 

Ou seja, na prova do concurso da polícia federal, só pode cair o que consta no edital e por isso toda sua preparação para o concurso PF deve ser baseada no edital. Lá você encontra, além das matérias e assuntos que serão cobrados nas provas, informações a respeito do dia da prova, horário, prazo do concurso e qualquer outra informação adicional que desejar saber.

 

Se você está interessado em acessar o edital da Polícia Federal 2018, saiba que até o momento o edital ainda não foi divulgado. Muito em breve a Polícia Federal irá anunciar o edital e assim que isso acontecer, o Clipping estará disponibilizando ele aqui mesmo nesse post.

 

Mas enquanto o edital não é divulgado, existem muitas coisas que um candidato do concurso da PF pode fazer para se preparar. No próximo tópico vamos falar de uma delas.

 

Editais anteriores da Polícia Federal

 

É, infelizmente o edital da Polícia Federal do ano em que o concurso é autorizado demora um pouco a sair, e por isso, se você deseja ter grandes chances de conseguir sua aprovação não poderá ficar esperando até o dia em que ele será disponibilizado. Se você resolver fazer isso, é bom ter em mente que o seu melhor concorrente não vai querer esperar isso tudo. É por isso que estudar com os editais anteriores é uma ótima opção para você cortar um caminho nos seus estudos.

 

Quando você estuda pelos editais anteriores você consegue ter uma boa base do que pode cair, já que, mesmo que algumas coisas mudem, em geral muitas delas permanecem iguais.

 

Se você quer todas as chances de passar na Polícia Federal ao seu favor, estude o último edital da Polícia Federal o quanto antes. Para ter acesso a ele é fácil: você deverá acessar a página oficial da PF, e no tópico “últimos concursos” você conseguirá acessar os editais anteriores, separados conforme cada cargo. Estude por esses editais e vá se preparando enquanto não sai o oficial. Se preferir, o Clipping deixa aqui o link para o último edital da Polícia Federal (2014), clique aqui.

As provas do concurso da Polícia Federal

O assunto “prova” costuma deixar apreensivo até mesmo os mais experientes candidatos a concursos públicos. E claro, entendemos completamente esse sentimento: Por algumas horas, todos o sonho e expectativa de um futuro melhor, fica assegurado apenas por um desempenho positivo em uma prova. É por essa razão que além de estar preparado intelectualmente para a prova, é preciso está estável psicologicamente/emocionalmente para a avaliação.

 

Uma técnica eficaz para se preparar para a prova da Polícia Federal, é realizar os simulados tratando-os de forma séria (da mesma forma que seria no dia da prova). Esse método é muito eficaz para se preparar para a prova, pois se conseguir atingir um alto grau de seriedade, sentirá de forma autêntica muitos dos sentimentos comuns durante a prova oficial e, aprendendo a lidar com isso agora, será capaz de se sair melhor no grande dia.

 

Tudo que o Clipping disse até aqui é com certeza muito útil pra você que está se preparando para passar no concurso da Polícia Federal, porém, para se preparar para a prova da PF, o que seria mais eficaz que estudar as provas anteriores da PF? É sobre isso que falaremos no próximo tópico.

 

Provas anteriores do concurso da Polícia Federal

Se você deseja estudar pelas provas dos concursos anteriores, você está no caminho certo, mas para isso é imprescindível lembrar que as provas anteriores não substituem o conteúdo do edital. O Clipping recomenda que você dê a devida atenção ao edital e apenas depois foque nas questões das provas anteriores. Seu conhecimento deve estar alicerçado no edital para aí sim  começar a focar nas questões das provas. Seguir essa ordem te ajudará a simular o dia da prova.

 

Para estudar com as provas anteriores da Polícia Federal, é importante que você refaça elas, questão por questão. Dessa forma poderá entender como ela funciona, o tipo raciocínio que a prova incentiva e também conseguirá identificar padrões, que te ajudará a manipular assertivamente seu conhecimento. Não se esqueça de ler os comentários que os candidatos anteriores fizeram sobre a questão que está estudando. Essas discussões podem ser extremamente ricas para um estudante de Polícia Federal.

 

Ah, e por favor: não dê o vacilo de começar a estudar certa prova de um concurso anterior, sem antes se certificar que a Banca responsável pela prova que está estudando é a mesma que irá formular a prova que irá fazer. Cada Banca possui um estilo de prova e avaliação. Estudar uma prova de outra Banca, pode atrasar bastante seus estudos.

 

Agora que já falamos sobre algumas formas de se estudar com as provas anteriores da polícia Federal, falemos sobre as três primeiras etapas concurso PF, começando pela prova objetiva.

Prova Objetiva da Polícia Federal

 

A prova objetiva da Polícia Federal requer muita atenção do candidato, pois muitas vezes, mesmo sabendo o conteúdo é comum que se confunda com as opções. Ela tem caráter eliminatório e classificatório. Nela estão em jogo 120 pontos contidos em 120 questões, sendo 70 de conhecimentos específicos e 50 de básicos.

 

Na prova objetiva o candidato deve assinalar “CERTO” ou “ERRADO” de acordo com o comando dado no  enunciado. Na folha de resposta haverão as opções (por questão) “C”, que corresponde a “CERTO” e “E”, que corresponde a “ERRADO”.

 

No último concurso da Polícia Federal em 2014, houveram candidatos que conseguiram a aprovação acertando 64 das 120 questões.

 

É necessário ter bastante calma e analisar cada possibilidade da questão. Não cometa o erro de marcar a primeira opção que achar certa sem antes fazer uma boa avaliação dela e da alternativa.

Prova discursiva da Polícia Federal

 

Assim como na prova objetiva, a prova discursiva da Polícia Federal também tem caráter eliminatório e classificatório. Valendo 13 pontos, ela consiste na elaboração de um texto dissertativo com no máximo 30 linha, sobre um tema definido pela Banca Examinadora; texto que deverá ser narrativo, dissertativo e/ou descritivo produzido com caneta de cor preta. A prova também conta com duas questões dissertativas sobre Direito Penal ou de Legislação Especial (pelo menos assim foi a prova de 2014).

 

“Ah Clipping, se eu focar meus estudos só na prova objetiva e ir mal na dissertativa, será que não dá pra passar?”

 

É fato que sua redação só será corrigida pela Banca se conseguir se classificar na prova objetiva, porém a resposta para essa pergunta acima é: Não, sem dúvidas não. A prova dissertativa merece o mesmo grau de importância que a objetiva. É por ela que a Banca avaliará/analisará a capacidade de escrita do candidato e os conhecimentos dele sobre o assunto.

 

De acordo com editais anteriores, em geral é cobrado nessa prova:

 

  • Apresentação textual

  • Desenvolvimento do tema

  • Domínio da escrita da língua portuguesa

 

Tome bastante cuidado para não fugir do tema proposto na redação, já que em casos assim é comum o candidato ganhar um ZERO na redação.

Teste Físico da Polícia Federal

 

Após passar nas fases anteriores da prova da Polícia Federal, o candidato deverá fazer o TAF, teste de aptidão física, para saber se ele está apto para o cargo. É muito comum que pessoas tenham mais medo do TAF do que das provas objetivas e discursivas, mas o exame não é um bicho de sete cabeças… Para passar no TAF da Polícia Federal não existe mistério algum: apenas pratique.

 

Se você praticar diariamente os exercícios que irão te pedir no dia do teste, é certo que tirará de letra essa avaliação física.

 

No TAF você deverá ser capaz de fazer:

 

  • Barra fixa

  • Salto em distância

  • Corrida

  • Natação

 

Lembramos que apesar da diferença entre a avaliação de homens e mulheres nesse teste, a pontuação disputada por ambos é a mesma.

 

O Clipping deixa aqui um vídeo que mostra como funciona exatamente a rotina do dia de testes do TAF. Vale a pena conferir:

Matérias do concurso da Polícia Federal

Para passar na Polícia Federal, é importante saber as matérias que você deverá estudar para as provas. O conteúdo irá variar conforme cada cargo pretendido, mas as matérias mais comuns entre os cargos são essas:

 

  • Atualidades

  • Raciocínio lógico

  • Informática

  • Língua portuguesa

  • Noções de administração

  • Direito constitucional

  • Direito administrativo

  • Direito penal

  • Legislativo especial

 

Se você for candidatar a uma vaga de escrivão, estudará em especial a matéria:

 

  • Arquivologia

 

E se você for candidatar a uma vaga de Agente, estudará em especial as matérias:

 

  • Noções de contabilidade

  • Noções de economia

 

E para quem quer a vaga como delegado, estudará em especial as matérias:

 

  • Criminologia

  • Direito empresarial

  • Direito internacional

  • Direito tributário

  • Direito civil e processual

  • Direito empresarial

  • Direito previdenciário

 

Como o edital da Polícia Federal 2018 ainda não saiu, as matérias citadas aqui são com base no histórico do concurso, porém, assim que o edital for liberado, é importante conferir todas as matérias que serão oficialmente cobradas no concurso pelo documento.

Conclusão

 

O processo para entrar na Polícia Federal não é muito fácil, porém lembre-se sempre que o grau de dificuldade das etapas sempre será inversamente proporcional ao seu grau de preparação. Não ache que para você é impossível entrar na Polícia Federal. Esse tipo de mentalidade só irá te atrapalhar! Se se preparar, estudar e tiver a “cabeça no lugar”, terá tanta chance de passar quanto qualquer outro candidato; na verdade terá mais! Então a mensagem que fica é: se dedique imensamente à preparação para   esse concurso e a aprovação será apenas uma consequência!

 

Não se esqueça que o Clipping pode te ajudar muito na preparação do concurso para Polícia Federal! Dê uma olhadinha no que podemos oferecer a você para te ajudar nessa preparação!

 

Estude para o Concurso PF aqui!

 

Gostou do artigo? Tirou suas dúvidas? Deixe um comentário falando a respeito disso e responderemos você!

 
Summary
Descubra agora como você pode entrar na Polícia Federal - Clipping
Article Name
Descubra agora como você pode entrar na Polícia Federal - Clipping
Description
Você já sabe como entrar na Polícia Federal? Aprenda tudo sobre como entrar na Polícia Federal agora mesmo! Clique aqui!
Author
Publisher Name
Clipping CACD
Publisher Logo