Tudo sobre a Carreira da PRF

  • Clipping
    31/08/2018 . 11 min de leitura
carreira policia federal

Olá, amigos do Clipping, hoje vamos conversar sobre o concurso da PRF (Polícia Rodoviária Federal), já falamos sobre quanto é o salário e agora vamos entender como é a carreira da PRF.

No conteúdo de hoje você entenderá:

  1.  O que precisa para entrar na PRF
  2. Qual a idade máxima para iniciar a carreira na PRF
  3. Qual é o perfil ideal de quem quer seguir a carreira da PRF
  4. O que faz um policial rodoviário federal
  5. Onde um policial rodoviário federal trabalha
  6. Como é a jornada de trabalho de um Policial Rodoviário Federal?
  7. Quais são os benefícios da carreira da PRF
  8. Qual é o Salário de quem segue carreira na PRF
  9. Como é o plano de carreira da PRF
  10. Como é a aposentadoria de um Policial Rodoviário Federal

1. O que precisa para ingressar na carreira da PRF

Você precisa ter em mente que para ser um policial rodoviário federal é preciso passar no concurso da PRF.

O último ano em que o concurso ocorreu foi em 2013, mas, pode ficar tranquilo porque já abriram uma portaria no Diário Oficial da União, em julho de 2018, informando que terá um novo concurso da PRF com edital previsto para os próximos seis meses. Com isso, existe uma grande possibilidade de que o edital saia ainda este ano.

A melhor parte é que serão 500 cargos de policial rodoviário federal abertos. Imagine que eles postaram em abril deste ano um vídeo no Instagram já sobre essa possibilidade de um novo concurso. Nele é gravado o trajeto que o candidato percorre até a sala da prova e lá com uma pergunta “De quem é essa vaga?”. Aperte o play abaixo para conferir.

 

 

 

Sim, também estamos ansiosos pelo novo concurso.

Uma publicação compartilhada por PRF Brasil (@prfoficial) em

 

Além de ter passado no concurso público da PRF, é preciso se enquadrar em outros pré-requisitos. Confira:

O primeiro deles é ser maior de 18 anos no momento da posse.

Outro ponto importante é ter uma carteira de habilitação ou permissão para conduzir veículos que seja no mínimo uma carteira “B” para ser policial rodoviário federal.

Por fim, você vai precisar também ter um diploma de conclusão de curso de graduação de nível superior em uma instituição reconhecida pelo Ministério da Educação (MEC). A melhor parte é que você não precisa ter cursado um curso específico, pode ser qualquer área.

 

Se você se interessou em estudar para a carreira na PRF, você precisa conhecer a nossa plataforma de estudos online! Ela pode te ajudar a direcionar seus estudos da maneira correta!

Quero estudar para o Concurso da PRF

2. Qual a idade máxima para iniciar a carreira na PRF

Ao passar na primeira etapa do concurso da PRF, é preciso fazer o Curso de Formação Profissional (com duração de aproximadamente 3 meses) que possui uma idade mínima e máxima para que o candidato consiga se matricular. Vale lembrar que essa é uma etapa classificatória e também eliminatória do concurso.

Sendo assim, na data de realização da matrícula, será preciso que o candidato tenha no máximo 65 anos de idade para conseguir efetivá-la.

Vale lembrar que, de acordo com o Estatuto do Idoso, na hora de decidir quem fica com a vaga, em casos de empate, a idade do candidato conta muito e é o primeiro critério. Sendo assim, candidatos com mais de 60 anos de idade possuem uma vantagem no concurso. No item 16 do Edital de 2013, encontramos a seguinte afirmativa:

16.1 Em caso de empate na nota final na primeira etapa do concurso terá preferência o candidato que, na seguinte ordem: a) tiver idade igual ou superior a 60 anos, até o último dia de inscrição neste concurso, conforme artigo 27, parágrafo único, do Estatuto do Idoso.  

Portanto, é preciso ter entre 18 e 65 anos de idade para iniciar a carreira na PRF.

3. Qual o perfil ideal para seguir a carreira da PRF

Será que existe o perfil certo de profissional para ser policial rodoviário federal? As próprias etapas do concurso conseguem demonstrar isso, sendo elas as de estudo profissiográfico, o exame de capacidade física e a avaliação psicológica.

Antes de ser feita a avaliação psicológica, existe um estudo profissiográfico de acordo com as funções do cargo, que será analisado se o candidato possui ou não o perfil indicado para o trabalho.

Na Avaliação Psicológica são realizados vários testes para identificar um perfil de candidato ideal. Será analisada a capacidade de atenção, de memorização, intelectual e até a personalidade do candidato. Algumas características como desequilíbrio emocional, ansiedade elevada e agressividade exacerbada podem ser impeditivas ao desempenho das atribuições do cargo.

Além disso, outro teste eliminatório que diz muito sobre o perfil ideal para ser um policial federal, é justamente o Exame de Capacidade Física. Segundo o edital de 2013, essa etapa é fundamental e visa “avaliar a capacidade do candidato para suportar, física e organicamente, as exigências da prática de atividades físicas a que será submetido durante o Curso de Formação Profissional e para desempenhar as tarefas típicas da categoria funcional”. Sendo assim, essa etapa é eliminatória.

 

Dentre as atividades pedidas estão:

  • Flexão em barra fixa;

  • Impulsão horizontal;

  • Flexão Abdominal e

  • Corrida durante 12 minutos.

 

Sendo assim, durante a preparação, é preciso focar também na parte física e que isso pode sim garantir ou não a sua vaga, mesmo se já tiver passado na fase do teste.

4. O que faz um Policial Rodoviário Federal?

Quando decidimos estudar para um concurso público, precisamos ter em mente quais serão as suas funções naquele cargo, até mesmo para te estimular a estudar.

No Instagram da Polícia Rodoviária Federal (@prfoficial) você encontra um vídeo mostrando um pouco da rotina de trabalho nas rodovias federais. Vale a pena dar uma olhada e já começar a seguir o perfil também ✔️  Assista ao vídeo abaixo:

 

 

 

 

Confiança da população, nosso maior patrimônio. Obrigado!

Uma publicação compartilhada por PRF Brasil (@prfoficial) em

 

5. Onde um Policial Rodoviário Federal trabalha?

O Policial Rodoviário Federal pode trabalhar em um dos 550 postos de atendimento espalhados pelo Brasil da estrutura da PRF, sendo eles:

 

  • 1 unidade administrativa central, a Sede Nacional, em Brasília;

  • 27 Superintendências de Unidades Administrativas Regionais espalhadas pelo Brasil;

  • 150 Subunidades Administrativas e

  • 413 Unidades Operacionais (UOP’s).

 

Seja todas as funções que podem ser atribuídas ao policial rodoviário federal listadas abaixo:

 

  • Direção, planejamento, coordenação, supervisão, controle e avaliação administrativa e operacional;

  • Coordenação e direção das atividades de corregedoria, inteligência e ensino;

  • Articulação e o intercâmbio com outras organizações e corporações policiais, em âmbito nacional e internacional;

  • Planejamento, coordenação, capacitação, controle e execução administrativa e operacional;

  • Articulação e intercâmbio com outras organizações policiais, em âmbito nacional;

  • A execução, controle administrativo e operacional das atividades inerentes ao cargo;

  • Fiscalização;

  • Patrulhamento e policiamento ostensivo;

  • Atendimento e socorro às vítimas de acidentes rodoviários e

  • demais atribuições relacionadas com a área operacional do Departamento de Polícia Rodoviária Federal.

 

Como existem quatro classes diferentes dentro do cargo de policial rodoviário federal – sendo elas terceira, segunda, primeira e especial – cada uma dessas funções são atribuídas a um cargo, sendo o último, classe especial, a que exerce todas as funções mostradas acima. Já mencionamos aqui quais dessas funções são atribuídas a cada uma das classes presentes dentro do cargo de policial rodoviário federal.

6. Como é a jornada de trabalho de um Policial Rodoviário Federal?

Uma conquista recente relacionada à jornada de trabalho dos policiais rodoviários federais ocorreu após a publicação da Instrução Normativa nº 99, no dia 19 de julho de 2017. A partir dela foi possível estabelecer o regime de escala de plantão, a jornada de trabalho e a compensação de horas.

A escala de serviço de plantão realizada pelo policial rodoviário federal é de 24hx72h. Isso significa que o policial trabalhará 24 horas e depois terá setenta e duas horas de descanso até o próximo turno e assim por diante, já que funciona como um sistema de turno ininterruptos.

O policial rodoviário federal possui um limite de 40 horas semanais de trabalho, contando uma semana de domingo a sábado. Quando possui horas extras, elas só podem ser compensadas se forem iguais ou superiores a 24 horas, já que devem ser compensadas em uma jornada de 24 horas e na mesma Unidade Gestora que gerou o acúmulo.

7. Quais são os benefícios da carreira da PRF

Na carreira de policial rodoviário federal existem alguns benefícios como auxílio-transporte e auxílio alimentação. Ambos são contabilizados de acordo com os dias trabalhados, não ultrapassando 22 dias por mês.

O auxílio-transporte é baseado no trajeto feito pelos policiais de suas residências até o trabalho sempre em transportes públicos, como trem, metrô, ônibus e meios de transporte pluviais e considerados coletivos

Já o auxílio-alimentação é um valor pago em dinheiro para o policial para custear a alimentar durante todo o período de trabalho.

Existem outros benefícios dados ao policial rodoviário federal tais como: férias, averbação de tempo de serviço (contribuição), gratificação natalina dentre outras licenças. Vale conhecer e entender todos os benefícios da carreira de policial rodoviário federal no site da PRF.

 

8. Qual é o Salário de quem segue carreira na PRF

O salário de um policial rodoviário federal pode variar de acordo com a classe que ele pertence. Isso porque, ao passar no concurso, o policial entra na terceira classe. Dentro dessa classe ele pode crescer até  terceiro padrão e depois subir de classe, sendo para a segunda, primeira e, por fim, classe especial.

Ao entrar no cargo, o policial rodoviário federal receberá R$9.899,88 e poderá alcançar até R$16.552,34 no último padrão da classe especial. Veja em detalhes quanto recebe um policial rodoviário federal.

9. Como é o plano de carreira da PRF

O plano de carreira do policial rodoviário federal é horizontal, sendo que existe apenas um cargo com quatro classes e 18 padrões no total.

Quando o candidato passa no concurso da PRF entra como Terceira Classe, que possui três padrões diferentes de crescimento até passar para a próxima, Segunda Classe, com seis padrões no total. Em seguida chega a Primeira Classe, também com seis padrões de crescimento até, finalmente, chegar à última Classe chamada de Especial, que possui apenas três padrões.

É importante destacar que existe um salário diferente para cada um desses padrões, como mostrado no post que falamos sobre o salário do policial rodoviário federal.

Outro ponto importante é que as funções de um policial rodoviário federal são acumulativas, isso significa que as tarefas que terá na Primeira Classe serão as mesmas que tinha na Terceira e Segunda Classe e se somarão às atividades da Primeira.

Outro ponto interessante é que, diferente do concurso da PF que você presta para diferentes cargos, no concurso da PRF é apenas um com mais classes. Dessa forma, não existe uma hierarquia, já que o crescimento na carreira acontece de forma mais horizontal.

10. Como é a aposentadoria na carreira da PRF

A aposentadoria do servidor pode ocorrer com o recebimento integral ou parcial do salário já recebido pelo policial rodoviário federal. Existem vários tipos de aposentadorias sendo elas a voluntária, por idade, por invalidez e a compulsória.

Na aposentadoria voluntária com proventos integrais, por exemplo, será preciso que os homens tenham 53 anos de idade, 35 anos de contribuição e 5 anos de efetivo no cargo em que se der a aposentadoria.

Já as mulheres precisam ter 48 anos de idade, 30 anos de contribuição e 5 anos de efetivo exercício no cargo da aposentadoria.

É preciso ter em mente que a remuneração será igual à do mês que ocorrer a aposentadoria.

Conclusão

A carga horária de trabalho do policial rodoviário federal pode ser considerada um pouco pesada, por ter uma carga horária de 24 horas por 72 horas de descanso e sem folgas no final de semana, por exemplo. Apesar disso, o salário inicial de um policial chega a quase R$10 mil reais sem contar os benefícios. Além disso, o plano de carreira do policial está bem claro e estabelecido, então, é clara a possibilidade de crescimento do trabalhador.

E aí, toparia ser um policial rodoviário federal? Mande nos comentários!

Vale lembrar que, se você se interessa por essa área, é interessante ficar de olho em todas as informações que postamos aqui no blog na área da PRF. Aproveite!


  • Clipping

    Uma plataforma de estudos capaz de te ajudar a estudar com autonomia, através de planos de estudo, roteiros de leitura, mapas mentais, resumos e simulados.



Clipping

Uma plataforma de estudos capaz de te ajudar a estudar com autonomia, através de planos de estudo, roteiros de leitura, mapas mentais, resumos e simulados.

PRF

Como entrar na PRF?...

  • Clipping
    15 min de leitura
Mais Ferramentas
Conteúdo