15 dicas de estudo para aprender mais em menos tempo

  • Pedro Soares
    Pedro Soares
    30/06/2020 . min de leitura
15 dicas de estudo para aprender mais em menos tempo

Aquela prova importante se aproxima, mas sua rotina não contribui para que você tenha mais eficiência para estudar.

Em meio a tantas obrigações em nossas vidas, o estudo é mais uma que nos toma muito tempo, mas, para quem quer ter sucesso nas provas de escola, faculdade, ou mesmo em um concurso, é fundamental tirar um espaço na agenda para aprender

Essa é a sua realidade, não é? Então se ajeita na cadeira que temos 15 dicas de estudo que te ajudarão a ser mais eficiente com tempo limitado, porque você não está sozinho nessa. 

Nesse post, você encontra as seguintes seções:

Aumente sua produtividade nos estudos com essas 15 dicas

  1. Evite distrações
  2. Tenha um plano de estudos
  3. Pratique em um local organizado
  4. Estude sozinho
  5. Mas não dispense um grupo de estudo
  6. Estude o mais difícil primeiro
  7. Varie as matérias
  8. Leia bem
  9. Mas, escreva também!
  10. Use material impresso
  11. Faça mapa mentais
  12. Revise
  13. Quando for parar, pare de verdade!
  14. Respeite seu tempo
  15. Faça exercícios físicos

Dica bônus: estudando de forma produtiva em casa

Aumente sua produtividade nos estudos com essas 15 dicas

Antes de mais nada, essas dicas serão sugestões práticas para a vida de qualquer pessoa que encara uma rotina agitada e que precisa ter mais eficiência nos estudos, em menos tempo. 

Elas devem te dar um rumo, mas é muito difícil encontrar uma cartilha pronta e totalmente adequada a realidade de cada um. Ainda assim, elas são preciosas, confira.

1. Evite distrações

Passo 1 para qualquer ritmo produtivo de estudo: o momento para estudar deve ser usado só para isso. 

Celular? Só se for para usar como ferramenta de estudo. Música? Só se for um som instrumental ou em outras línguas, para não misturar o que você lê com o que escuta. 

Computador é sempre um amigo e muito material deve estar nele, mas não sabote seu foco e utilize-o só para estudar!

2. Tenha um plano de estudos

Um bom plano de estudo deve ser aquele que compreende toda a disciplina que precisa de sua atenção alinhado com a sua rotina de vida. 

Além disso, ele deve distribuir as matérias de acordo com a importância de cada uma nas provas que você irá realizar. E esse detalhe é fundamental principalmente para aqueles que querem prestar concursos, em que cada disciplina tem um peso diferente da outra, boa parte das vezes. 

Para ter um plano de estudo eficiente, é mais indicado que você crie um cronograma com tempos de dedicação para matérias diferentes e de preferência intercalados entre disciplinas distintas, dando mais eficiência ao aprendizado. 

3. Pratique em um local organizado

Ter um ambiente para chamar só de seu para estudar é quase impossível, não é? Você é daqueles que precisam aproveitar qualquer espaço, seja na faculdade, seja no trabalho ou mesmo em casa?

Tudo bem, mas não abra mão que esse espaço seja organizado, onde seus materiais estejam por perto e principalmente que seja silencioso e sem distrações. 

Se você é daqueles que possuem um espaço, ótimo! No final deste conteúdo temos uma dica especial para você. 😉

4. Estude sozinho

Uma das muitas dicas de estudo valiosas é você fazer isso sozinho. Por mais que seja interessante ter alguém para acompanhar em sua jornada, mais pessoas podem ser um gatilho para distração ou para discussões não tão produtivas. 

Você pode debater com elas por minutos sobre um determinado assunto, e isso ser bom, mas aqui o importante é ser produtivo em um tempo mais curto. 

Outro fator que atrapalha é que geralmente as pessoas possuem métodos de estudo diferentes e isso é, na maioria das vezes, dificílimo de conciliar. 

5. Mas não dispense um grupo de estudo

É isso mesmo. Por mais que o adequado seja estudar sozinho, ter um grupo de amigos ou de outras pessoas para poder trocar conhecimento e até material é sim fundamental.

Mas faça isso de maneira remota ou em um tempo adequado, que não seja aquele em que você está se dedicando a aprender algo novo. 

O ideal é definir encontros semanais ou criar um grupo nas redes sociais – mas, olha só, não abuse delas, ok?

Inclua um tempo em seu cronograma para esses estudos em grupos. Anote as dúvidas para tirar todas de uma vez e sempre tente trocar materiais entre esses outros parceiros de jornada.  

6. Estude o mais difícil primeiro

Ao começar a estudar, sua mente está mais descansada. Por isso, uma das dicas de estudo é aproveitar esse tempo para se dedicar às disciplinas mais complexas ou que você tem mais dificuldade. 

Você se concentrará mais, será mais produtivo e aproveitará melhor seu tempo. Não desanime se a complexidade for alta, com o tempo, logo pegará o ritmo.

7. Varie as matérias

Essa dica é ótima para entender como ser mais produtivo nos estudos. Isso porque, a variedade de conteúdos aos quais você se dedica ajuda sua mente a utilizar outras de suas áreas de domínio e relaciona um assunto ao outro. 

Por isso mesmo, ao variar as matérias, tente praticar a interdisciplinaridade, ou seja, estude forma intercalada disciplinas que possuem tópicos em comum.

8. Leia bem

Uma lista de dicas de estudo que não recomenda leitura, não seria uma dica para estudar melhor de verdade!

Mas, por mais lógico que isso pareça, muita gente prefere só assistir às aulas e isso não basta. É preciso ler aquilo que você precisa aprender e, se precisar, releia.

Além disso, manter  a leitura como um hábito constante, mesmo como forma de entretenimento, treina seu cérebro para assimilar conteúdos escritos com mais facilidade, até mesmo aqueles que não são lá os mais interessantes do mundo você. 😉

9. Mas, escreva também!

Ler somente não basta! 

É preciso anotar, escrever o que entendeu. Ajuda a fixar mais a matéria, já que a concentração para escrever é maior. 

E olha, se você é daquelas pessoas que gosta de ir digitando o que está estudando, temos uma notícia: isso não ajuda muito.

O ideal é escrever à mão mesmo, já que seu cérebro é mais ativado à moda antiga do que com as tecnologias de nosso tempo.

10. Use material impresso

Parece seu pai ou sua mãe te dando dicas de como estudar melhor, né? 

Mas material impresso é ótimo, é mais fácil organizar o que se estuda com suas próprias anotações e seguir uma linha de raciocínio com elas. 

O papel é o mais interessante também porque você pode aplicar várias técnicas de estudo graças a ele. Usar marca texto e anotações com cores diferentes, por exemplo, são ótimos recursos que exercitam mais o cérebro. 

No computador isso também é possível, mas requer prática e um nível de organização bem alto para que você não se perca em um mundo de pastas e arquivos.

11. Faça mapa mentais

Você pode também criar um mapa mental

É assim: pegue um tema amplo e comece a relacionar assuntos correlatos a ele.

Começou a relacionar esses subtemas? Ótimo. Você perceberá que eles podem se relacionar entre si. E outros temas surgirão, anote eles também. 

Fugiu muito do tema inicial e criou um enorme mapa de conceitos relacionados? Parabéns, você fez um mapa mental perfeito.

Essa técnica é justamente para que você relacione um tema a outros de forma orgânica. Assim, você criará conexões que te ajudam muito a fixar um assunto na mente.

12. Revise

Anotou, fez mapa mental e seus próprios resumos? 

Ótimo, revise tudo! 

Separe um tempo em seu cronograma só para revisar e não ache que é um momento em que você fica mais relaxado e sem muito compromisso… 

Dedique-se bem como se fosse estudar um assunto novo!

13. Quando for parar, pare de verdade!

O descanso é tão importante quanto o empenho aos estudos. 

Não há corpo nem mente que aguentem um ritmo muito acelerado e frenético. 

Faça pausas de tempos em tempos, entre uma matéria e outra. Faça outras tarefas, como conversar com amigos, ver um vídeo divertido no Youtube, atualizar as redes sociais (mas sem exageros).

14. Respeite seu tempo

Todo mundo que queira passar em uma prova ou dominar bem uma área do conhecimento, quer usar o máximo do tempo possível para estudar.

Mas esse “tempo possível” pode não ser tão possível assim.

Nosso corpo – incluindo a mente – possui limite. E quando o limite chega, não adianta ultrapassá-lo, porque você não consegue absorver o que estuda e o esforço acaba por ser inútil. 

Sem falar que seu cansaço se acumula de um dia para outro e isso só atrapalha. 

Por isso, se você programar para estudar 5 horas por dia, ótimo. Deu esse tempo, pare! 

E, além dessas 5 horas de estudo, você ainda tem outras atividades para fazer. Reveja esse tempo. Durma, descanse, encontre seus amigos, distraia-se um pouco. 

15. Faça exercícios físicos

O cérebro se relaciona com outras partes do corpo. E se há algo errado em nós, o cérebro sente também. 

Praticar exercícios físicos ajuda a se manter saudável, a liberar hormônios que o mantém em atividade e ajudam a dormir quando for o momento. 

Faça caminhadas, se alongue, vá a academia ou mesmo alguma atividade dentro de casa, não tem problema. Mantenha o corpo ativo para ter a mente sã. É clichê, mas verdade.  

Dica bônus: estudando de forma produtiva em casa

Você deve concordar com a gente que estudar por si só já é desafiador, não é mesmo?

E quando o assunto é estudar em casa? O desafio soa ainda maior?

Sabemos que ter bom rendimento nos estudos no conforto do lar não é tarefa fácil para a maioria das pessoas.

Por isso, separamos 12 dicas indispensáveis para estudar em casa. Vale a pena conferir! Depois conta pra gente o que achou. 😉


  • Pedro Soares
    Pedro Soares

    Pedro é estudante de Administração e atua nos times de Marketing e Comercial do Clipping!


Pedro Soares
Pedro Soares

Pedro é estudante de Administração e atua nos times de Marketing e Comercial do Clipping!