Métodos de Estudo: os 7 Melhores (Técnicas e Ferramentas)

  • Pedro Soares
    Pedro Soares
    29/05/2020 . min de leitura
Métodos de estudos

O estudo é parte fundamental na vida da maioria das pessoas. Ainda assim, isso não significa que o aprendizado é um processo que ocorre da mesma forma para todo mundo.

Na verdade, estudar e aprender de forma eficiente é algo que pode ser feito de múltiplas formas. O segredo é encontrar o método de estudo que melhor funciona para você.

Curtiu a ideia? Então fica com a gente veja as dicas que separamos para te ajudar nos estudos!

Nesse post, você encontra as seguintes seções:

Estudar de maneira eficiente: quais os desafios?

Conheça 7 métodos de estudo que te ajudarão render mais

  1. Resumos
  2. Mapa mental
  3. Mnemônica
  4. Técnica Pomodoro
  5. Testes práticos 
  6. Intercalar matérias
  7. O pensamento difuso

Bônus: ferramentas para incrementar sua rotina de estudo

Estude em casa de maneira produtiva!

Estudar de maneira eficiente: quais os desafios?

Administrar o tempo, ter autocontrole e compreender os conteúdos estudados… Se você tem dificuldade em algum desses campos, saiba que os desafios são superáveis.

O primeiro passo é entender em qual pilar você precisa se desenvolver mais. Inclusive, isso irá guiar uma escolha mais adequada pelo método de estudo ideal para você e sua realidade.

Foco

Estudar sozinho muitas vezes significa fazer isso em casa. O que, por sua vez, significa ter que dividir o espaço com outra pessoa, tarefas domésticas, etc. 

Todos esses elementos, dentre tantos, são empecilhos para encontrar um método de estudo eficiente. 

Sem falar das distrações como a internet e celular. 

Gerenciamento de tempo

Você pode estar vivendo diferentes fases da vida. Mas em todas elas, seu tempo será dividido. Seja com o trabalho, com a família ou mesmo com outros estudos, como a da faculdade ou de um curso importante. 

Seja qual for, administrar melhor o tempo é fundamental, mas algo realmente difícil de se fazer. 

E você conseguirá ter um tempo melhor administrado com disciplina, determinação e, claro, contando com o auxílio de ferramentas que você pode encontrar na internet (e que falaremos a seguir).

Dificuldades de assimilação

Estudar uma nova disciplina pode ser um grande desafio, ainda mais se for aquela que você sempre deu uma torcida de nariz. 

Todo mundo tem uma, vai…

Mas, será preciso encarar o desafio e você, em alguma hora, achará que não evolui da maneira que gostaria. E pior, nem sempre você poderá ter alguém para ajudar a superar essa dificuldade, como um professor ou orientador. 

Conheça 7 métodos de estudo que te ajudarão render mais

Citar apenas três grandes dificuldades que você pode ter ao estudar sozinho parece pouco. Bom, e é mesmo. 

Mas, como você já leu, cada pessoa tem uma realidade diferente. 

E em todas elas, dificuldades. A boa notícia é que você pode contorná-las por meio de alguns métodos de estudo.

Por mais complicada que possa ser sua rotina, essas técnicas são necessárias e ajudarão muito. 

Você pode desenvolver uma ou mais maneiras para estudar. Não se limite e nem acredite que não há uma para você. Porque tem sim!

Elas podem ser técnicas de administração de tempo, de desenvolvimento de estudo, entre outras… 

A gente separou 7 métodos de estudo que podem te ajudar, vamos a eles?

1. Resumos

Resumos são ferramentas que se adequam em qualquer estudo, para todo o tipo de matéria. 

E você pode usá-los de duas maneiras. A primeira, é fazendo o seu enquanto estuda sobre algo. E nessa possibilidade, você pode criar listas ou um novo texto, só que com as suas palavras. 

Esse material permitirá que você absorva melhor o conteúdo e ainda utilize em futuras revisões

A segunda maneira é estudar resumos sobre determinadas matérias, já prontos. Isso não impede de realizar o seu próprio. 

Esse caso é muito recomendado para quem dispõe de pouco tempo para estudar. 

2. Mapa mental

Essa técnica é fantástica! Pense em um ponto de partida que te possibilita inúmeros caminhos para desenvolver uma ideia. 

É assim que funciona o mapa mental. Você pega uma ideia, coloca no centro de um papel. A partir desse tema, você relaciona outros. Desses novos, você cria mais “caminhos”. E mais…

Dessa forma, você cria um grande mapa que, com essas ramificações, possa chegar no tema principal.

Essa fórmula é excelente para relacionar ideias e criar meios de absorver um conteúdo. 

Sem falar que é um método de estudo que você pode fazer de forma mais livre e ainda caprichar na criatividade, dando mais leveza na rotina. 

3. Mnemônica 

O nome é estranho, mas a prática é conhecidíssima. 

Você lembra da frase “só sorvete” que muitos professores de física ensinam para que os alunos aprendam a fórmula para o Movimento Retilíneo Uniforme?

Se seu professor falou disso, você deve se lembrar que a fórmula é S = so + vt.

Bom, se você não lembrou, tudo certo, a gente só quer mostrar que é isso a tal técnica da mnemônica. 

São frases e músicas, geralmente engraçadas, que ajudam a fixar determinado assunto. E como você pode ter percebido, ideal para fórmulas físicas e matemáticas, mas não só. 

Você pode usar essas tão famosas quanto o “só sorvete” quanto uma criada por você mesmo.

4. Técnica Pomodoro

Ela é famosa e com certeza você já leu a respeito dela em outras listas sobre métodos de estudo. 

Se não, saiba que ela, basicamente, consiste em determinar um período de tempo focado em um estudo e um outro para descanso. 

Geralmente são 25 minutos de estudo para cinco de descanso. Mas cada um pode desenvolver o seu jeito, desde que o tempo para estudar seja maior do que o de relaxamento. E que você tenha foco e respeite esses períodos.  

5. Testes práticos 

Estudar requer sim horas de leituras e de anotações sobre o que se lê. Mas não basta saber só a teoria. 

Um bom estudo é muito mais eficiente com a prática de exercícios e principalmente de provas. 

Se você está se preparando para um concurso ou algum outro tipo de prova, então a simulação é fundamental. Por isso, busque por provas antigas ou questões formuladas com base no exame que você irá realizar.

Faça como se estivesse de fato no dia da aplicação da prova, com tempo e sem distrações. Isso fará que você não só treine melhor para a prova, como ajudará a fixar melhor as disciplinas e evitará de cair em alguma armadilha.

6. Intercalar matérias

Dedicar um dia, uma semana somente a uma disciplina que você tem mais dificuldade pode não ser o melhor caminho para você aprender melhor sobre ela. 

Na verdade, o ideal é que você reveze as matérias que estuda, de preferência ao longo do dia. 

Isso ajuda o seu cérebro a processar determinada informação melhor e ainda você pode praticar a interdisciplinaridade, o que contribuiu para a fixação do conteúdo. 

O ideal é intercalar essas matérias entre um momento de descanso e outro. Isso te ajudará muito também a ser mais produtivo nos estudos. 

7. O pensamento difuso

Esse método de estudo consiste em correlacionar várias informações para se chegar ao entendimento de algo. Lembra que falamos sobre mapa mental? A ideia é muito próxima àquela.

Mas aqui, estamos falando propriamente do uso do cérebro para isso. 

Você pode ter o pensamento focado ou o difuso, os dois servem, mas de modo diferente. Enquanto o primeiro usa uma região do cérebro, o córtex pré-frontal, responsável por dados específicos, o segundo abrange a mente como um todo.

Como assim?

Ele relaciona diversas ideias para se chegar a um entendimento novo. Enquanto o focado trabalha naquilo que você já domina, usando informações específicas sobre algo. 

Na prática, significa dizer que você deve aprender algo novo relacionando conhecimentos. Você pode criar resumos e mapas mentais para um mesmo aprendizado. Essa seria a prática do pensamento difuso. 

Na hora de pôr a mão na massa com exercícios, você usará o focado, mas com um “arsenal” de informação muito maior graças ao difuso. 

Por isso, correlacione conteúdos e ferramentas. 

Aliás, por falar nisso… 

Bônus: ferramentas para incrementar sua rotina de estudo

Ter um bom método de estudo requer boas ferramentas para estudar melhor e poder aplicá-lo.  

Você já teve algumas dicas para aprimorar o seu jeito de estudar e a gente ainda quer te mostrar algumas ferramentas que serão uma “mão na roda”.

Asana

O Asana é uma plataforma em que você consegue relacionar atividades, separar elas por temas e criar um calendário completo de estudos. 

Você pode gerenciar cada atividade e mudando seu status cada vez que progredir nos estudos. Tudo de forma muito organizada e prática. 

Trello

O Trello é outra ótima plataforma em que você pode organizar o que tem estudado e acompanhar o ritmo do que aprende. 

Você pode separar cada disciplina por quadros e, em cada uma, uma coluna sobre algum tema. Sempre respeitando uma cronologia

E claro, pode armazenar arquivos dos mais diversos. Tudo de maneira muito visual e prática. 

Google Drive

Precisou sair de casa pra estudar em outro lugar? Precisa compartilhar um material com um amigo que está no mesmo ritmo que você?

O Google Drive é o local para você armazenar arquivos que podem ser acessados de qualquer lugar e que você pode disponibilizar para outro usuário. 

Separe esse material por pastas, como se fosse seu computador e você terá tudo de maneira muito organizada

Pomodoro timer

Lembra da técnica pomodoro? 

Pois ela tem uma ferramenta para chamar só de sua! 

O pomodoro timer é um app que te ajuda a controlar o seu tempo de estudo e de descanso. Você pode até personalizar os tempos que ele te avisará quando cada um terminar. 

Mas lembre-se de ter foco e evitar as distrações. 

Quality timer

Além de oferecer relatórios de tempo de uso do seu celular, detalhando cada app usado, o Quality ainda bloqueia as notificações de seu smartphone. 

Ou seja, te mantém longe das distrações que você tem usando o aparelho. 

SimpleMind

A ideia de realizar mapas mentais é fantástica, não é? 

Muita gente usa e de maneira muito criativa!

Mas, se você é daqueles que não tem muita habilidade para traçar um mapa desse (não que seja difícil, mas… acontece) ou que queria ter ele na palma da mão, em qualquer lugar, então descubra o SimpleMind!

Gratuito e versátil, ele se assemelha muito aos feitos no papel. E se a ideia do mapa mental é ir criando vários e vários caminhos para se chegar a ideia central, espaço não será o problema com o app!

Estude em casa de maneira produtiva!

Dicas de método você tem! De ferramentas, também! Agora, cabe a você desenvolver o seu jeito de estudar, da maneira que melhor se encaixar em sua rotina!

O importante é testar e avaliar os resultados no seu dia a dia, adaptando os métodos de estudo à sua realidade.

E para te ajudar a ter uma rotina de estudos eficiente em casa, separamos um conteúdo bem legal com 12 dicas que te ajudam a estudar mais e melhor no conforto do seu lar.

Então, é isso! Esperamos que tenha gostado do conteúdo. Deixe o seu comentário e compartilhe com quem também está precisando daquela mãozinha nos estudos. 😉


  • Pedro Soares
    Pedro Soares

    Pedro é estudante de Administração e atua nos times de Marketing e Comercial do Clipping!


Pedro Soares
Pedro Soares

Pedro é estudante de Administração e atua nos times de Marketing e Comercial do Clipping!