15 dicas de estudo para aprender mais em menos tempo

  • Pedro Soares
    Pedro Soares
    30/06/2020 . min de leitura
15 dicas de estudo para aprender mais em menos tempo

Aquela prova importante se aproxima, mas sua rotina não contribui para que você tenha mais eficiência para estudar.

Em meio a tantas obrigações em nossas vidas, o estudo é mais uma que nos toma muito tempo, mas, para quem quer ter sucesso nas provas de escola, faculdade, ou mesmo em um concurso, é fundamental tirar um espaço na agenda para aprender

Essa é a sua realidade, não é? Então se ajeita na cadeira que temos 15 dicas de estudo que te ajudarão a ser mais eficiente com tempo limitado, porque você não está sozinho nessa. 

Nesse post, você encontra as seguintes seções:

Aumente sua produtividade nos estudos com essas 15 dicas

  1. Evite distrações
  2. Tenha um plano de estudos
  3. Pratique em um local organizado
  4. Estude sozinho
  5. Mas não dispense um grupo de estudo
  6. Estude o mais difícil primeiro
  7. Varie as matérias
  8. Leia bem
  9. Mas, escreva também!
  10. Use material impresso
  11. Faça mapa mentais
  12. Revise
  13. Quando for parar, pare de verdade!
  14. Respeite seu tempo
  15. Faça exercícios físicos

Dica bônus: estudando de forma produtiva em casa

Aumente sua produtividade nos estudos com essas 15 dicas

Antes de mais nada, essas dicas serão sugestões práticas para a vida de qualquer pessoa que encara uma rotina agitada e que precisa ter mais eficiência nos estudos, em menos tempo. 

Elas devem te dar um rumo, mas é muito difícil encontrar uma cartilha pronta e totalmente adequada a realidade de cada um. Ainda assim, elas são preciosas, confira.

1. Evite distrações

Passo 1 para qualquer ritmo produtivo de estudo: o momento para estudar deve ser usado só para isso. 

Celular? Só se for para usar como ferramenta de estudo. Música? Só se for um som instrumental ou em outras línguas, para não misturar o que você lê com o que escuta. 

Computador é sempre um amigo e muito material deve estar nele, mas não sabote seu foco e utilize-o só para estudar!

2. Tenha um plano de estudos

Um bom plano de estudo deve ser aquele que compreende toda a disciplina que precisa de sua atenção alinhado com a sua rotina de vida. 

Além disso, ele deve distribuir as matérias de acordo com a importância de cada uma nas provas que você irá realizar. E esse detalhe é fundamental principalmente para aqueles que querem prestar concursos, em que cada disciplina tem um peso diferente da outra, boa parte das vezes. 

Para ter um plano de estudo eficiente, é mais indicado que você crie um cronograma com tempos de dedicação para matérias diferentes e de preferência intercalados entre disciplinas distintas, dando mais eficiência ao aprendizado. 

3. Pratique em um local organizado

Ter um ambiente para chamar só de seu para estudar é quase impossível, não é? Você é daqueles que precisam aproveitar qualquer espaço, seja na faculdade, seja no trabalho ou mesmo em casa?

Tudo bem, mas não abra mão que esse espaço seja organizado, onde seus materiais estejam por perto e principalmente que seja silencioso e sem distrações. 

Se você é daqueles que possuem um espaço, ótimo! No final deste conteúdo temos uma dica especial para você. 😉

4. Estude sozinho

Uma das muitas dicas de estudo valiosas é você fazer isso sozinho. Por mais que seja interessante ter alguém para acompanhar em sua jornada, mais pessoas podem ser um gatilho para distração ou para discussões não tão produtivas. 

Você pode debater com elas por minutos sobre um determinado assunto, e isso ser bom, mas aqui o importante é ser produtivo em um tempo mais curto. 

Outro fator que atrapalha é que geralmente as pessoas possuem métodos de estudo diferentes e isso é, na maioria das vezes, dificílimo de conciliar. 

5. Mas não dispense um grupo de estudo

É isso mesmo. Por mais que o adequado seja estudar sozinho, ter um grupo de amigos ou de outras pessoas para poder trocar conhecimento e até material é sim fundamental.

Mas faça isso de maneira remota ou em um tempo adequado, que não seja aquele em que você está se dedicando a aprender algo novo. 

O ideal é definir encontros semanais ou criar um grupo nas redes sociais – mas, olha só, não abuse delas, ok?

Inclua um tempo em seu cronograma para esses estudos em grupos. Anote as dúvidas para tirar todas de uma vez e sempre tente trocar materiais entre esses outros parceiros de jornada.  

6. Estude o mais difícil primeiro

Ao começar a estudar, sua mente está mais descansada. Por isso, uma das dicas de estudo é aproveitar esse tempo para se dedicar às disciplinas mais complexas ou que você tem mais dificuldade. 

Você se concentrará mais, será mais produtivo e aproveitará melhor seu tempo. Não desanime se a complexidade for alta, com o tempo, logo pegará o ritmo.

7. Varie as matérias

Essa dica é ótima para entender como ser mais produtivo nos estudos. Isso porque, a variedade de conteúdos aos quais você se dedica ajuda sua mente a utilizar outras de suas áreas de domínio e relaciona um assunto ao outro. 

Por isso mesmo, ao variar as matérias, tente praticar a interdisciplinaridade, ou seja, estude forma intercalada disciplinas que possuem tópicos em comum.

8. Leia bem

Uma lista de dicas de estudo que não recomenda leitura, não seria uma dica para estudar melhor de verdade!

Mas, por mais lógico que isso pareça, muita gente prefere só assistir às aulas e isso não basta. É preciso ler aquilo que você precisa aprender e, se precisar, releia.

Além disso, manter  a leitura como um hábito constante, mesmo como forma de entretenimento, treina seu cérebro para assimilar conteúdos escritos com mais facilidade, até mesmo aqueles que não são lá os mais interessantes do mundo você. 😉

9. Mas, escreva também!

Ler somente não basta! 

É preciso anotar, escrever o que entendeu. Ajuda a fixar mais a matéria, já que a concentração para escrever é maior. 

E olha, se você é daquelas pessoas que gosta de ir digitando o que está estudando, temos uma notícia: isso não ajuda muito.

O ideal é escrever à mão mesmo, já que seu cérebro é mais ativado à moda antiga do que com as tecnologias de nosso tempo.

10. Use material impresso

Parece seu pai ou sua mãe te dando dicas de como estudar melhor, né? 

Mas material impresso é ótimo, é mais fácil organizar o que se estuda com suas próprias anotações e seguir uma linha de raciocínio com elas. 

O papel é o mais interessante também porque você pode aplicar várias técnicas de estudo graças a ele. Usar marca texto e anotações com cores diferentes, por exemplo, são ótimos recursos que exercitam mais o cérebro. 

No computador isso também é possível, mas requer prática e um nível de organização bem alto para que você não se perca em um mundo de pastas e arquivos.

11. Faça mapa mentais

Você pode também criar um mapa mental

É assim: pegue um tema amplo e comece a relacionar assuntos correlatos a ele.

Começou a relacionar esses subtemas? Ótimo. Você perceberá que eles podem se relacionar entre si. E outros temas surgirão, anote eles também. 

Fugiu muito do tema inicial e criou um enorme mapa de conceitos relacionados? Parabéns, você fez um mapa mental perfeito.

Essa técnica é justamente para que você relacione um tema a outros de forma orgânica. Assim, você criará conexões que te ajudam muito a fixar um assunto na mente.

12. Revise

Anotou, fez mapa mental e seus próprios resumos? 

Ótimo, revise tudo! 

Separe um tempo em seu cronograma só para revisar e não ache que é um momento em que você fica mais relaxado e sem muito compromisso… 

Dedique-se bem como se fosse estudar um assunto novo!

13. Quando for parar, pare de verdade!

O descanso é tão importante quanto o empenho aos estudos. 

Não há corpo nem mente que aguentem um ritmo muito acelerado e frenético. 

Faça pausas de tempos em tempos, entre uma matéria e outra. Faça outras tarefas, como conversar com amigos, ver um vídeo divertido no Youtube, atualizar as redes sociais (mas sem exageros).

14. Respeite seu tempo

Todo mundo que queira passar em uma prova ou dominar bem uma área do conhecimento, quer usar o máximo do tempo possível para estudar.

Mas esse “tempo possível” pode não ser tão possível assim.

Nosso corpo – incluindo a mente – possui limite. E quando o limite chega, não adianta ultrapassá-lo, porque você não consegue absorver o que estuda e o esforço acaba por ser inútil. 

Sem falar que seu cansaço se acumula de um dia para outro e isso só atrapalha. 

Por isso, se você programar para estudar 5 horas por dia, ótimo. Deu esse tempo, pare! 

E, além dessas 5 horas de estudo, você ainda tem outras atividades para fazer. Reveja esse tempo. Durma, descanse, encontre seus amigos, distraia-se um pouco. 

15. Faça exercícios físicos

O cérebro se relaciona com outras partes do corpo. E se há algo errado em nós, o cérebro sente também. 

Praticar exercícios físicos ajuda a se manter saudável, a liberar hormônios que o mantém em atividade e ajudam a dormir quando for o momento. 

Faça caminhadas, se alongue, vá a academia ou mesmo alguma atividade dentro de casa, não tem problema. Mantenha o corpo ativo para ter a mente sã. É clichê, mas verdade.  

Dica bônus: estudando de forma produtiva em casa

Você deve concordar com a gente que estudar por si só já é desafiador, não é mesmo?

E quando o assunto é estudar em casa? O desafio soa ainda maior?

Sabemos que ter bom rendimento nos estudos no conforto do lar não é tarefa fácil para a maioria das pessoas.

Por isso, separamos 12 dicas indispensáveis para estudar em casa. Vale a pena conferir! Depois conta pra gente o que achou. 😉


  • Pedro Soares
    Pedro Soares

    Pedro é estudante de Administração e atua nos times de Marketing e Comercial do Clipping!


Pedro Soares
Pedro Soares

Pedro é estudante de Administração e atua nos times de Marketing e Comercial do Clipping!

Como focar nos estudos? 10 dicas práticas que funcionam!

  • Pedro Soares
    Pedro Soares
    03/06/2020 . min de leitura
Como focar nos estudos

Estudar em casa não é fácil. Além de conciliar sua rotina doméstica com os estudos, a concentração encontra muitos gatilhos para ir embora no conforto do lar.

Como focar nos estudos de maneira prática e eficaz quando você pode encontrar distrações, como seu colega de AP que resolve te chamar para fazer as compras ou sua irmã mais nova quer te mostrar um post nas redes sociais? Tudo, na hora que você mais precisa se concentrar?

Não é fácil, mas dá para encontrar soluções bem simples. Quer ajuda? Fique com a gente que temos algumas para te indicar. 

Nesse post, você encontra as seguintes seções:

Veja 10 dicas de como focar nos estudos em casa

  1. Escolha o local adequado para estudar
  2. Organize seus materiais
  3. Deixe claro a todos que você estará estudando
  4. Tenha e siga cronogramas
  5. Defina prioridades
  6. Faça pausas
  7. Fuja das distrações
  8. Escreva!
  9. Use a tecnologia a seu favor
  10. Exercite-se

Dicas bônus!

Veja 10 dicas de como focar nos estudos em casa

Preparado para finalmente se concentrar em casa e definitivamente se consagrar naquela prova que tanto quer passar?

Pois muito bem, veja como manter o foco dos estudos em casa de maneira fácil, disciplinada e prática.

1. Escolha o local adequado para estudar

O primeiro passo para alcançar o foco total nos estudos em casa é ter um ambiente para chamar só de seu.

Aquele onde só você estará e que seja ocupado por tudo o que te fará passar horas nele com conforto e sem interrupções.

É importante que seja um mesmo lugar de sempre, nada de ficar mudando de espaço entre um dia ou outro, para que você não perca tempo em se adaptar e até mesmo se organizar. 

Isso ajuda o seu cérebro reconhecer que aquele espaço como o do momento da concentração. Uma zona de conforto que te deixará pronto para o que interessa: estudar e nada mais.

Pode ser quarto, um escritório ou um canto isolado. Mas, certifique-se de que outras pessoas não transitarão por ele para não te gerar distrações. 

2. Organize seus materiais

Como manter o foco nos estudos em um lugar bagunçado ou sem uma organização que você mesmo entenda?

Faça essa organização de maneira que você, quando procurar por algo, saiba que ele estará lá. 

Isso exigirá de você muita disciplina também, mas esse é um quesito básico para quem quer passar em concursos e provas e jamais deve ser abandonado. 

Separe o canto dos livros e das anotações. Em sua mesa, mantenha só o que estará lendo ou escrevendo.

Canetas, lápis, marca textos, post-its, cadernos… esses objetos que você pode usar a qualquer momento devem estar por perto também. De preferência a eles em sua mesa.

Tudo isso acelera seu aprendizado e elimina a tão detestável procrastinação – quando você precisa produzir e progredir os estudos, ela é detestável sim! 

3. Deixe claro a todos que você estará estudando

Não mora sozinho? Então fale com quem divide a casa com você de sua rotina de estudos e peça que te ajudem nessa!

Tem alguma atividade doméstica para fazer? Programe-se de forma a ser um horário viável a todos e respeite isso. 

Isso evitará que seu irmão o chame para um joguinho ou que a hora do mercado seja bem na hora de revisar um conteúdo. 

E permitirá que nessa hora haja silêncio em casa. Ou, com o mínimo de barulho possível.

Se você tem aquela pessoa que costuma sempre falar com você, para tudo, avise de sua rotina e que ela te procure (física ou virtualmente) em momentos mais apropriados, que não sejam os de estudo.

No início as pessoas podem estranhar e até furar o acordo eventualmente, mas com o tempo elas se acostumam com a sua rotina.

4. Tenha e siga cronogramas

É fundamental ter um planejamento muito claro das matérias que você precisa estudar ou das atividades que deve praticar. 

Tire um tempo para organizar um cronograma e seja fiel a ele. É interessante que indique quais são suas metas e que você possa acompanhar esse progresso. 

Mas, conheça bem os seus limites para poder fazê-lo de modo que consiga cumprir. Uma rotina extenuante ou metas muito mirabolantes te darão a sensação de que você não é efetivo.

5. Defina prioridades

Já leu o edital do concurso ou toda a ementa da prova? 

Então você já sabe quais são aquelas matérias e disciplinas que merecem mais atenção!

Essa dica também vale para a rotina fora dos estudos. Precisa ir mesmo ao mercado? Não dá para segurar mais um pouco? 

Se precisar ir ao mercado ou mesmo lavar roupa, tudo bem. Mas faça isso ciente que é de fato uma prioridade. 

Até porque, se for uma urgência, você precisará usar um tempo que deveria ser dos estudos para fazê-las. 

6. Faça pausas

Ter foco e concentração não significa necessariamente dedicar 100% do tempo a leituras e  exercícios.

Seu cérebro precisa de uma pausa para descansar e sim, absorver melhor o conteúdo que você está estudando.

Essas pausas deverão ser para se distrair mesmo. Tomar um café, conversar com um amigo ou familiar sobre qualquer tipo de assunto.

É aquela hora de respirar, aliviar a concentração para poder voltar com tudo sem se sentir cansado. 

Só não abuse dessas pausas. Use técnicas como a do Pomodoro em que você define um número X para estudar e outro para descansar. 

7. Fuja das distrações

Essa dica está muito relacionada a ter o seu canto próprio para estudo e a rotina em casa. É preciso conciliar tudo isso para evitar distrações.

Mas também é para se ter ciência de que o seu momento de estudar deverá ser para isso e somente isso. E, em casa, é muito comum encontrar motivos para se distrair e dispersar.

Desde a TV na sala ou o celular que está aí agora no seu lado (ou na palma da sua mão, quem sabe).

Deixe o celular desligado ou afastado. A TV desligada ou mantenha a porta do seu canto fechada para abafar o som.

Precisa da internet para estudar? Tudo bem, mas mantenha a disciplina para pesquisar somente o necessário.

E vídeo fofo de gato não é um conteúdo necessário, ok? 😬

8. Escreva!

Escreve, além de um recurso importante na hora de estudar, é também uma excelente técnica para se manter o foco nos estudos. 

Isso porque quando se escreve, sua atenção está completamente voltada para o assunto e aquilo que está escrevendo. 

Escrever também é fundamental para criar resumos e mapas mentais. 

Se você gosta somente de ler, tente anotar o que entende de cada material. Pode ser tópicos ou pequenos fichamentos.

Quando der por si, verá que o seu progresso foi muito melhor e que absorveu mais o assunto. Sem contar que não verá o tempo passar. 

9. Use a tecnologia a seu favor

Bom, escrever a mão não é o processo mais tecnológico que existe. Pelo contrário, não é mesmo? Isso não significa que você deverá dispensar a tecnologia em seus estudos.

Ela é sim uma grande aliada, mas… ela pode sim te dispersar. Aqui, a dica é para encontrar bons meios para manter o foco. 

Um deles a gente já deu um spoiler, o método Pomodoro. Existem diversos apps que utilizam a técnica para marcar o tempo em que você está estudando e descansando.

A tecnologia também é aliada da organização. Trello e Asana, por exemplo, são duas plataformas ótimas para criar uma rotina de estudos, cronogramas e acompanhar o progresso dos estudos. 

A dica é essa. Use a tecnologia com sabedoria.

 10. Exercite-se

Não, não estamos falando de exercícios de matérias que cairão na prova ou no concurso. É atividade física mesmo.

Caminhada, corrida ajudam a manter a saúde. E isso é primordial para a vida toda, em todos os sentidos e não poderia ser diferente para manter o foco. 

Além do mais, atividade física ajuda o organismo a produzir substâncias que nos relaxam e equilibram todo o funcionamento do corpo. 

Dicas bônus!

Achou que tinha acabado?

Achou que tinha palavrão? Achou errado!  Rsrs

Temos mais três dicas valiosas aqui para você manter o foco estudando em casa. Porque toda ajuda, é pouca, mas preciosa!

Faça Yoga

Você não precisa ser um mar de estresse para praticar yoga. Muito pelo contrário. 

Na verdade, ela é uma ótima maneira de reter informações, acalmar o cérebro (lembra que ele precisa de descanso?) e ajudar a manter a concentração e o foco. 

Alimente-se bem

Mais uma quesito para ter disciplina. Alimentar-se bem ajuda todo o corpo a se manter saudável e a rotina de estudos não deve ser desculpa para se descuidar nesse ponto. 

Procure comidas saudáveis e tenha um bom hábito de comer regularmente, respeitando sempre o seu corpo.

Tenha bons métodos de estudo

Ao longo de sua aprendizagem, você perceberá que encontrará a melhor maneira para estudar e se concentrar. 

E isso é fundamental não só para progredir nos estudos como para se disciplinar. 

Ainda mais se tratando de estudos em casa, sozinho e com o objetivo claro de passar em um concurso importante. 

Existem ferramentas que você pode usar que te ajudarão a montar cronograma, administrar seu tempo e até mesmo a manter o autocontrole. 

Bom, mas como focar nos estudos já é uma tarefa difícil, achar o método mais eficiente para você também não é simples.

Mas há solução, claro!

E nós temos uma última dica para dar: na verdade, 7 sugestões dos melhores métodos de estudo, com dica ferramenta e tudo! 

Indispensável para você começar a estudar de maneira eficiente em casa!

E aí, curtiu o conteúdo? Então, deixe seu comentário e compartilhe com alguém que precisa (pra ontem) dessas dicas! 😉


  • Pedro Soares
    Pedro Soares

    Pedro é estudante de Administração e atua nos times de Marketing e Comercial do Clipping!


Pedro Soares
Pedro Soares

Pedro é estudante de Administração e atua nos times de Marketing e Comercial do Clipping!

Ambiente de Estudos Ideal: 7 Passos para montar o seu

  • Pedro Soares
    Pedro Soares
    01/06/2020 . min de leitura
Ambiente de estudos

Estudar é uma tarefa que requer vários cuidados para se ter um aprendizado realmente efetivo. Envolve questões de planejamento, foco e até mesmo a seleção do método de estudo que melhor funciona para você.

Mas o grande ponto de partida é um ter um ambiente de estudos que permita tranquilidade, conforto e que te instigue a aprender mais. Afinal de contas, esse é o lugar onde você passará muitas horas de seu dia. 

Um espaço que te permita ter foco e muita, muita concentração. Além de ser um lugar perfeitamente adequado para que você passe algumas horas nele e, por isso, que possa abrigar seus materiais de estudo.

E claro, conforto, até porque um lugar que não te ofereça isso pode atrapalhar muito seu desempenho.  

Por isso, se você está começando a estudar em casa agora, a gente vai te ajudar a montar um ambiente de estudos ideal! Acompanhe.

Nesse post, você encontra as seguintes seções:

O que eu preciso fazer para montar um ambiente de estudos?

  1. Tenha um espaço reservado
  2. Tenha atenção com iluminação e a temperatura
  3. Use uma mesa grande
  4. Tenha uma cadeira confortável
  5. Use um mural para anotações 
  6. Decore de modo que inspire a criatividade
  7. Seja organizado 

Já tenho um ambiente de estudo. Posso começar?

O que eu preciso fazer para montar um ambiente de estudos?

Foco e determinação são os dois principais “itens” que você precisa ter para ter um bom rendimento nos estudos.

Mas, sem um cantinho adequado para estudar, o seu ritmo pode não ser bom e o aprendizado não fluir. Por isso, atenção para saber como montar um ambiente de estudos perfeito para você. 

Você precisa pensar em todos os aspectos, desde aqueles detalhes sobre o lado que estará o porta-lápis ao espaço escolhido dentro da casa.

Mas, siga esse passo a passo e veja como criar um ambiente de estudos!

1. Tenha um espaço reservado

Estudar em casa, muitas vezes, significa ter que dividir o espaço com outras pessoas, seja família ou amigos. 

Então, para se concentrar e manter o foco, o local deve ser reservado, de preferência fechado e longe de distrações, como a TV. 

Esse lugar pode até ser em seu quarto, desde que não divida espaço com suas roupas de cama e aquelas que estão um tempo aí no canto esperando para serem lavadas… 

2. Tenha atenção com iluminação e a temperatura

Esses dois pontos podem até parecer de menor importância, mas não se engane: eles são imprescindíveis! 

A iluminação deve garantir que você não force a visão e consiga se concentrar. Então, é importante que seja um lugar bem claro, até porque, luzes mais fracas tendem a fazer com que se fique mais relaxado e olhe (ou pense) na cama de modo mais convidativo. 😅

Já a temperatura deve ser aquela que te deixa mais confortável. Mas é bom equilibrar, nem frio, nem calor. 

E que seja arejado, por isso uma janela que permita a circulação do ar sempre é bem-vinda.

3. Use uma mesa grande

Ao longo de sua rotina de estudos, você provavelmente usará muitos materiais: computador, livros, cadernos, canetas, entre outros.

Então, a mesa tem que ser grande o suficiente para caber tudo isso por perto e com organização suficiente, para que não se disperse muito procurando por um material que você precisará usar. 

Além disso, você precisa ter um espaço livre para usar e escrever o que precisar. 

Por isso, quanto maior, melhor, para que possa organizar tudo por perto.

4. Tenha uma cadeira confortável

Pense que você estará o dia todo sentado. Então, nada melhor do que uma cadeira que garanta um conforto para a longa rotina que você terá. 

Esse conforto com a cadeira é importante por dois motivos: primeiro, por causa da saúde, afinal você não quer ficar todo torto, com dores nas costas, não é mesmo? 

E outro ponto é que as dores não ajudam a concentrar… 

Então, é por isso que uma cadeira confortável tem grande importância na hora de montar um ambiente de estudo. Não use qualquer uma. Se for necessário e estiver dentro das suas possibilidades, gaste um pouco para comprar uma adequada. Sem dúvidas esse investimento valerá muito à pena! 

5. Use um mural para anotações 

Ao longo de seus estudos, você realizará muitas anotações e algumas delas podem ser feitas no próprio livro ou caderno. 

Mas outras, poderão servir para te lembrar de algo em outro momento, para relacionar temas ou mesmo ter algumas datas importantes, em um calendário e seus cronogramas, por exemplo. 

Por isso, um mural pode cair muito bem na hora montar um ambiente de estudo! 

Tente tê-lo em sua frente e se você não quiser comprar um, você pode criar só com post-its na parede. Use a criatividade! 

E por falar nisso… 

6. Decore de modo que inspire a criatividade

A criatividade é uma ferramenta importante para estudar e você pode aplicá-la na hora de decorar seu cantinho de estudos. 

Desde o mural até a mesa, coloque elementos em seu ambiente de estudos que possam despertar o seu lado mais criativo. 

Materiais com cor, que ajudam relaxar… cada um sabe escolher seu jeito de ficar cômodo no espaço, busque manter o lugar a sua cara e que faça você ter um dia menos tenso e que te dê prazer em estar nele. 

Sua rotina será mais leve e você terá mais prazer em estar nele para estudar. 

7. Seja organizado

A organização é primordial na hora de estudar. Você deve ter tudo muito perto de você, mas sem bagunça!

A desorganização é inimiga da produtividade. Imagina precisar de um resumo para fazer uma revisão e não saber onde encontrar debaixo de pilhas e pilhas de papéis?

Pense no tempo que você perderia para encontrar um livro em sua estante bagunçada e que poderia estar estudando?

Por isso organize o ambiente de estudo para que seja bastante prático. Mantenha perto de si tudo aquilo que você usa com mais frequência. 

Conteúdos de matérias que você não estudará no momento, guarde e pegue apenas quando realmente for estudá-los. 

E quando falamos de organização, subentenda também a limpeza. Ambiente sujo, além de ser desagradável de ficar, não ajuda na concentração e, por sua vez, no rendimento dos estudos. 

Já tenho um ambiente de estudo. Posso começar?

Seguiu esses passos e já tem um lugar dentro de casa no qual você pode estudar tranquilamente?

Ótimo! Esse é realmente o ponto inicial de um aprendizado ideal e que te preparará para grandes provas e desafios. 

Nunca se esqueça que esse lugar deve ser “sagrado”: se possível, reserve-o apenas para o estudo, mantenha outros hábitos longe desse local e faça com que as outras pessoas em sua casa saibam que, quando estiver nele, você estará concentrado. Por isso, peça para que te ajudem a manter o foco quando estiver estudando.

Ter um ambiente de estudos ideal é fundamental para ter um dia produtivo e alcançar ótimos resultados, mas saiba que outras dicas podem fazer com que você seja ainda mais eficiente no aprendizado. E se você busca por mais conselhos, temos 12 dicas indispensáveis para você estudar em casa! Que tal se preparar melhor ainda? Não deixe de conferir!


  • Pedro Soares
    Pedro Soares

    Pedro é estudante de Administração e atua nos times de Marketing e Comercial do Clipping!


Pedro Soares
Pedro Soares

Pedro é estudante de Administração e atua nos times de Marketing e Comercial do Clipping!

Métodos de Estudo: os 7 Melhores (Técnicas e Ferramentas)

  • Pedro Soares
    Pedro Soares
    29/05/2020 . min de leitura
Métodos de estudos

O estudo é parte fundamental na vida da maioria das pessoas. Ainda assim, isso não significa que o aprendizado é um processo que ocorre da mesma forma para todo mundo.

Na verdade, estudar e aprender de forma eficiente é algo que pode ser feito de múltiplas formas. O segredo é encontrar o método de estudo que melhor funciona para você.

Curtiu a ideia? Então fica com a gente veja as dicas que separamos para te ajudar nos estudos!

Nesse post, você encontra as seguintes seções:

Estudar de maneira eficiente: quais os desafios?

Conheça 7 métodos de estudo que te ajudarão render mais

  1. Resumos
  2. Mapa mental
  3. Mnemônica
  4. Técnica Pomodoro
  5. Testes práticos 
  6. Intercalar matérias
  7. O pensamento difuso

Bônus: ferramentas para incrementar sua rotina de estudo

Estude em casa de maneira produtiva!

Estudar de maneira eficiente: quais os desafios?

Administrar o tempo, ter autocontrole e compreender os conteúdos estudados… Se você tem dificuldade em algum desses campos, saiba que os desafios são superáveis.

O primeiro passo é entender em qual pilar você precisa se desenvolver mais. Inclusive, isso irá guiar uma escolha mais adequada pelo método de estudo ideal para você e sua realidade.

Foco

Estudar sozinho muitas vezes significa fazer isso em casa. O que, por sua vez, significa ter que dividir o espaço com outra pessoa, tarefas domésticas, etc. 

Todos esses elementos, dentre tantos, são empecilhos para encontrar um método de estudo eficiente. 

Sem falar das distrações como a internet e celular. 

Gerenciamento de tempo

Você pode estar vivendo diferentes fases da vida. Mas em todas elas, seu tempo será dividido. Seja com o trabalho, com a família ou mesmo com outros estudos, como a da faculdade ou de um curso importante. 

Seja qual for, administrar melhor o tempo é fundamental, mas algo realmente difícil de se fazer. 

E você conseguirá ter um tempo melhor administrado com disciplina, determinação e, claro, contando com o auxílio de ferramentas que você pode encontrar na internet (e que falaremos a seguir).

Dificuldades de assimilação

Estudar uma nova disciplina pode ser um grande desafio, ainda mais se for aquela que você sempre deu uma torcida de nariz. 

Todo mundo tem uma, vai…

Mas, será preciso encarar o desafio e você, em alguma hora, achará que não evolui da maneira que gostaria. E pior, nem sempre você poderá ter alguém para ajudar a superar essa dificuldade, como um professor ou orientador. 

Conheça 7 métodos de estudo que te ajudarão render mais

Citar apenas três grandes dificuldades que você pode ter ao estudar sozinho parece pouco. Bom, e é mesmo. 

Mas, como você já leu, cada pessoa tem uma realidade diferente. 

E em todas elas, dificuldades. A boa notícia é que você pode contorná-las por meio de alguns métodos de estudo.

Por mais complicada que possa ser sua rotina, essas técnicas são necessárias e ajudarão muito. 

Você pode desenvolver uma ou mais maneiras para estudar. Não se limite e nem acredite que não há uma para você. Porque tem sim!

Elas podem ser técnicas de administração de tempo, de desenvolvimento de estudo, entre outras… 

A gente separou 7 métodos de estudo que podem te ajudar, vamos a eles?

1. Resumos

Resumos são ferramentas que se adequam em qualquer estudo, para todo o tipo de matéria. 

E você pode usá-los de duas maneiras. A primeira, é fazendo o seu enquanto estuda sobre algo. E nessa possibilidade, você pode criar listas ou um novo texto, só que com as suas palavras. 

Esse material permitirá que você absorva melhor o conteúdo e ainda utilize em futuras revisões

A segunda maneira é estudar resumos sobre determinadas matérias, já prontos. Isso não impede de realizar o seu próprio. 

Esse caso é muito recomendado para quem dispõe de pouco tempo para estudar. 

2. Mapa mental

Essa técnica é fantástica! Pense em um ponto de partida que te possibilita inúmeros caminhos para desenvolver uma ideia. 

É assim que funciona o mapa mental. Você pega uma ideia, coloca no centro de um papel. A partir desse tema, você relaciona outros. Desses novos, você cria mais “caminhos”. E mais…

Dessa forma, você cria um grande mapa que, com essas ramificações, possa chegar no tema principal.

Essa fórmula é excelente para relacionar ideias e criar meios de absorver um conteúdo. 

Sem falar que é um método de estudo que você pode fazer de forma mais livre e ainda caprichar na criatividade, dando mais leveza na rotina. 

3. Mnemônica 

O nome é estranho, mas a prática é conhecidíssima. 

Você lembra da frase “só sorvete” que muitos professores de física ensinam para que os alunos aprendam a fórmula para o Movimento Retilíneo Uniforme?

Se seu professor falou disso, você deve se lembrar que a fórmula é S = so + vt.

Bom, se você não lembrou, tudo certo, a gente só quer mostrar que é isso a tal técnica da mnemônica. 

São frases e músicas, geralmente engraçadas, que ajudam a fixar determinado assunto. E como você pode ter percebido, ideal para fórmulas físicas e matemáticas, mas não só. 

Você pode usar essas tão famosas quanto o “só sorvete” quanto uma criada por você mesmo.

4. Técnica Pomodoro

Ela é famosa e com certeza você já leu a respeito dela em outras listas sobre métodos de estudo. 

Se não, saiba que ela, basicamente, consiste em determinar um período de tempo focado em um estudo e um outro para descanso. 

Geralmente são 25 minutos de estudo para cinco de descanso. Mas cada um pode desenvolver o seu jeito, desde que o tempo para estudar seja maior do que o de relaxamento. E que você tenha foco e respeite esses períodos.  

5. Testes práticos 

Estudar requer sim horas de leituras e de anotações sobre o que se lê. Mas não basta saber só a teoria. 

Um bom estudo é muito mais eficiente com a prática de exercícios e principalmente de provas. 

Se você está se preparando para um concurso ou algum outro tipo de prova, então a simulação é fundamental. Por isso, busque por provas antigas ou questões formuladas com base no exame que você irá realizar.

Faça como se estivesse de fato no dia da aplicação da prova, com tempo e sem distrações. Isso fará que você não só treine melhor para a prova, como ajudará a fixar melhor as disciplinas e evitará de cair em alguma armadilha.

6. Intercalar matérias

Dedicar um dia, uma semana somente a uma disciplina que você tem mais dificuldade pode não ser o melhor caminho para você aprender melhor sobre ela. 

Na verdade, o ideal é que você reveze as matérias que estuda, de preferência ao longo do dia. 

Isso ajuda o seu cérebro a processar determinada informação melhor e ainda você pode praticar a interdisciplinaridade, o que contribuiu para a fixação do conteúdo. 

O ideal é intercalar essas matérias entre um momento de descanso e outro. Isso te ajudará muito também a ser mais produtivo nos estudos. 

7. O pensamento difuso

Esse método de estudo consiste em correlacionar várias informações para se chegar ao entendimento de algo. Lembra que falamos sobre mapa mental? A ideia é muito próxima àquela.

Mas aqui, estamos falando propriamente do uso do cérebro para isso. 

Você pode ter o pensamento focado ou o difuso, os dois servem, mas de modo diferente. Enquanto o primeiro usa uma região do cérebro, o córtex pré-frontal, responsável por dados específicos, o segundo abrange a mente como um todo.

Como assim?

Ele relaciona diversas ideias para se chegar a um entendimento novo. Enquanto o focado trabalha naquilo que você já domina, usando informações específicas sobre algo. 

Na prática, significa dizer que você deve aprender algo novo relacionando conhecimentos. Você pode criar resumos e mapas mentais para um mesmo aprendizado. Essa seria a prática do pensamento difuso. 

Na hora de pôr a mão na massa com exercícios, você usará o focado, mas com um “arsenal” de informação muito maior graças ao difuso. 

Por isso, correlacione conteúdos e ferramentas. 

Aliás, por falar nisso… 

Bônus: ferramentas para incrementar sua rotina de estudo

Ter um bom método de estudo requer boas ferramentas para estudar melhor e poder aplicá-lo.  

Você já teve algumas dicas para aprimorar o seu jeito de estudar e a gente ainda quer te mostrar algumas ferramentas que serão uma “mão na roda”.

Asana

O Asana é uma plataforma em que você consegue relacionar atividades, separar elas por temas e criar um calendário completo de estudos. 

Você pode gerenciar cada atividade e mudando seu status cada vez que progredir nos estudos. Tudo de forma muito organizada e prática. 

Trello

O Trello é outra ótima plataforma em que você pode organizar o que tem estudado e acompanhar o ritmo do que aprende. 

Você pode separar cada disciplina por quadros e, em cada uma, uma coluna sobre algum tema. Sempre respeitando uma cronologia

E claro, pode armazenar arquivos dos mais diversos. Tudo de maneira muito visual e prática. 

Google Drive

Precisou sair de casa pra estudar em outro lugar? Precisa compartilhar um material com um amigo que está no mesmo ritmo que você?

O Google Drive é o local para você armazenar arquivos que podem ser acessados de qualquer lugar e que você pode disponibilizar para outro usuário. 

Separe esse material por pastas, como se fosse seu computador e você terá tudo de maneira muito organizada

Pomodoro timer

Lembra da técnica pomodoro? 

Pois ela tem uma ferramenta para chamar só de sua! 

O pomodoro timer é um app que te ajuda a controlar o seu tempo de estudo e de descanso. Você pode até personalizar os tempos que ele te avisará quando cada um terminar. 

Mas lembre-se de ter foco e evitar as distrações. 

Quality timer

Além de oferecer relatórios de tempo de uso do seu celular, detalhando cada app usado, o Quality ainda bloqueia as notificações de seu smartphone. 

Ou seja, te mantém longe das distrações que você tem usando o aparelho. 

SimpleMind

A ideia de realizar mapas mentais é fantástica, não é? 

Muita gente usa e de maneira muito criativa!

Mas, se você é daqueles que não tem muita habilidade para traçar um mapa desse (não que seja difícil, mas… acontece) ou que queria ter ele na palma da mão, em qualquer lugar, então descubra o SimpleMind!

Gratuito e versátil, ele se assemelha muito aos feitos no papel. E se a ideia do mapa mental é ir criando vários e vários caminhos para se chegar a ideia central, espaço não será o problema com o app!

Estude em casa de maneira produtiva!

Dicas de método você tem! De ferramentas, também! Agora, cabe a você desenvolver o seu jeito de estudar, da maneira que melhor se encaixar em sua rotina!

O importante é testar e avaliar os resultados no seu dia a dia, adaptando os métodos de estudo à sua realidade.

E para te ajudar a ter uma rotina de estudos eficiente em casa, separamos um conteúdo bem legal com 12 dicas que te ajudam a estudar mais e melhor no conforto do seu lar.

Então, é isso! Esperamos que tenha gostado do conteúdo. Deixe o seu comentário e compartilhe com quem também está precisando daquela mãozinha nos estudos. 😉


  • Pedro Soares
    Pedro Soares

    Pedro é estudante de Administração e atua nos times de Marketing e Comercial do Clipping!


Pedro Soares
Pedro Soares

Pedro é estudante de Administração e atua nos times de Marketing e Comercial do Clipping!

Como Estudar em Casa? 12 Dicas Indispensáveis!

  • Pedro Soares
    Pedro Soares
    07/05/2020 . min de leitura
12 dicas para estudar em casa

Estudar no conforto de casa em alto rendimento é uma necessidade para quem se prepara para concursos das mais diversas áreas. 

Não é diferente para aqueles que desejam realizar prova do CACD, uma das mais concorridas do Brasil. 

Mais do que uma necessidade, essa condição é uma realidade que, muitas vezes, não oferece outras alternativas. Sobretudo para você que deseja seguir a carreira de diplomata.

Por isso, é importante saber como estudar em casa mantendo uma rotina saudável, que te qualifique para essas provas e mantendo uma produtividade alta. 

E nem sempre é fácil manter esse hábito no conforto do lar. Na verdade, é um grande desafio. 

Por isso, preparamos 12 dicas para você que busca ter uma jornada eficiente de estudo em casa.

Este conteúdo está estruturado da seguinte forma:

Os desafios de se estudar em casa

12 Dicas de como estudar em casa

  1. Reserve um espaço em casa só para estudar
  2. Estipule sua rotina e se mantenha fiel a ela
  3. Saiba qual o seu horário mais produtivo
  4. Elimine distrações
  5. Intercale temas
  6. Tenha metas 
  7. Faça resumos
  8. Construa Mapas mentais
  9. Faça simulados
  10. Busque o auxílio de ferramentas online
  11. Tenha recompensas
  12. Alimentação e atividade física

Dicas bônus!

Os desafios de se estudar em casa

Antes de falar das dicas, é necessário dizer quais são os principais desafios de como aprender a estudar em casa. 

Afinal, você deve saber que não é fácil aliar uma rotina de estudos frenéticos e de alto rendimento às atividades de casa. Ainda mais se você divide o espaço com outras pessoas – família, amigos…

Por isso, o primeiro dos desafios em aprender de casa é aliar a rotina de estudos com as suas obrigações no lar. 

Uma boa maneira de se fazer isso é entrar em acordo com os horários para essas tarefas com as demais pessoas de sua casa, de modo que seja compatível com a rotina de cada um. 

Como nem sempre o horário de todos batem, estipule atividades individuais e que a tarefa seja cumprida na hora que cada um puder. 

Se você mora sozinho, esse desafio é menor, mas ele ainda é necessário. Tenha horários fixos diários para cumprir com essas obrigações. Afinal, a louça não se limpa sozinha (infelizmente).

Outro grande desafio ao estudar em casa é a internet. Ela é a sua ferramenta principal e ter qualidade no acesso é fundamental. 

Uma conexão ruim pode atrapalhar a concentração, atrasar suas metas e dificultar a experiência em uma aula online, por exemplo.

Então, esteja certo de que sua internet será realmente uma aliada, não um obstáculo para se conseguir estudar de casa. 

Um grande desafio também é a autodisciplina. Nos estudos em geral, é sempre fundamental a figura de um orientador ou um professor para que você tenha a quem “prestar contas” de seu dia. 

Em casa, é você consigo mesmo. 

Por isso, exercitar a autodisciplina é muito importante! Mas, cuide para ela não se transformar em uma cobrança exagerada pelo estudo. 

Então, cobre-se dentro de uma rotina, mas não se esqueça de outras atividades, como o descanso e as de casa. 

12 Dicas de como estudar em casa

Diante de todos esses desafios, como estudar de casa de maneira eficiente então? 

A boa notícia é que não existe nenhum mistério nisso, na verdade é possível alcançar esse objetivo de maneira simples e bem prática. Por isso, acompanhe essas 12 dicas para estudar em casa que preparamos para você.

1. Reserve um espaço em casa só para estudar

Estudar em casa não significa estudar em qualquer lugar ou cada dia em um cômodo diferente. Pelo contrário. 

É preciso se ter um espaço bem definido e que seja o seu local de estudo e nada mais. Pode ser dentro do seu quarto, desde que tenha uma mesa que caiba tudo o que você precisa para aprender. 

Aliás, nesse espaço, você precisa ter por perto todo tipo de objeto para desenvolver seus estudos: livros, cadernos, agenda, canetas e lápis. Tudo, realmente. 

Lembre-se de mantê-lo limpo e organizado: a bagunça e a falta de organização são dois dos maiores obstáculos para um alto rendimento no aprendizado. 

2. Estipule sua rotina e se mantenha fiel a ela

Por falar em organização, a tenha também em sua rotina. Planeja-se sobre quais conteúdos que você deve estudar, as atividades que deseja fazer. Isso ajuda a administrar melhor seu tempo sem se esquecer de nenhuma matéria.

Determine tudo isso com antecedência e encaixe em seu dia de maneira prática e de forma eficiente – nada de encher o calendário com planos que serão impossíveis de realizar.

Se você é daqueles que não dispõem de tempo integral para os estudos, avalie usar dias do final de semana, mas nada que o impeça de descansar. Seja razoável nesse sentido também. 

3. Saiba qual o seu horário mais produtivo

Cada um tem aquele horário, ou turno, que é mais produtivo. E isso varia. 

Muitos adoram a manhã e outros funcionam melhor à noite. Não há uma cartilha para isso a não ser a sua própria avaliação. 

Apenas lembre-se que esse horário deve levar em conta suas necessidades básicas, como alimentação e sono. Muitos, adoram estudar de madrugada. Tudo bem. Mas é necessário dormir um mínimo possível – algo em torno de seis a oito horas

4. Elimine distrações

Essa dica está muito relacionada à anterior, mas vale um tópico só para si. 

A distração impede um alto rendimento nos estudos e quebra toda a produtividade do dia. Por isso, resista às redes sociais, ao celular e aos vídeos fofos de gatinhos na internet. 

Desligue seu smartphone ou o mantenha afastado. Entre na internet apenas para acessar conteúdos que sejam efetivamente para seu melhor desempenho. 

5. Intercale temas

A sua rotina de estudos em casa precisa abranger temas diferentes. É um erro dedicar um dia inteiro para apenas uma matéria. 

Priorizar um conteúdo no dia, e apenas a ele, pode fazer sua mente ficar fatigada e, em alguma hora, ela processará no modo “automático” absorvendo pouco do que é estudado. 

Portanto, coloque mais do que uma disciplina para estudar em um dia. Isso te ajuda a  absorver melhor o que você aprende.

Se possível, pratique a interdisciplinaridade, desdobrando um conteúdo em diversas matérias e estimulando ainda mais a mente. 

6. Tenha metas 

Como estudar em casa, ou em qualquer lugar, sem ter uma meta muito bem definida? 

Você precisa ter objetivos para o seu dia. Assim, ao chegar ao final dele, você experimenta o sentimento gratificante de ter vencido mais uma etapa, algo que te ajuda a seguir firme na jornada de estudos.

Essas metas devem estar de acordo com o seu ritmo diário e obedecer o que você é capaz de produzir. E claro, lembrando sempre de outras dicas que já demos aqui, como o de não estudar apenas uma matéria por dia. 

7. Faça resumos

A técnica é muito conhecida por quem já estuda em casa. E é, de fato, um ótimo meio para se absorver o que é consumido. 

O resumo te permite não apenas se concentrar mais ainda no conteúdo, como será um material de fácil acesso para futuras revisões

Cada pessoa tem a sua própria maneira de fazer um. Algumas preferem escrever em forma de tópicos, outras descrevem em suas palavras aquilo que lê ou assiste. 

Independentemente de como você faça o seu, tenha em mente que o resumo será um ótimo material para estudo e que pode, ainda, economizar tempo para revisar um conteúdo. 

8. Construa Mapas mentais

Para saber como estudar em casa, é preciso não apenas ter uma técnica de aprendizado, mas algumas. 

E um meio muito eficaz para organizar ideias é o mapa mental. Com ele, você conecta um tema central a outros e as relaciona de uma maneira lógica e que te garanta a compreensão interligada a vários conceitos. 

Ele consiste em criar ramificações de um tema central a outros conceitos que se conectem, criando um robusto mapa. 

Diferente do resumo, principalmente aquele em tópico, aqui você pode criar um pensamento não linear, permitindo que as ideias “flutuem” entre si.

Para criar um, você pode usar diferentes cores de canetas ou lápis, dependerá apenas da sua criatividade e de sua lógica.  

9. Faça simulados

Essa dica é básica. Realizar simulados não só permite que você estude vários conteúdos em um teste, como também te treina para a hora de realizar um concurso. 

A dica é buscar por materiais antigos (mas não tanto) das bancas em que você fará determinado concurso. 

Realize os testes sem consultas e respeitando o mesmo tempo imposto pelo caderno e se concentre de verdade para realizá-los. 

Ao corrigir, se aprofunde naquelas que você teve mais dificuldade. Isso te permitirá conhecer quais são os temas em que você precisa focar mais. 

10. Busque o auxílio de ferramentas online

A internet é uma ótima aliada para ajudar o estudo em casa. E ela está repleta de ferramentas que te ajuda a se organizar, a estabelecer uma rotina e aumentar sua produtividade.

Algumas plataformas como o Trello ou o Asana, permitem que você crie calendários de estudo ou lista de matérias para se estudar ao longo de um período. 

Em cada tarefa, você pode ir anotando e criando “lembretes” para uma próxima aula. 

Elas permitem também que você armazene seus resumos e acesse de qualquer outro lugar. 

Além dessas plataformas, existem ainda sites que te ajudam a encontrar provas e a discutir questões em uma espécie de fórum. 

E por fim, algumas técnicas que permitem aumentar a produtividade, como o Pomodoro, uma ferramenta que consiste em controlar um tempo determinado para o estudo e um outro para o descanso. Aliás, ela é bem conhecido e você já deve ter ouvido falar, certo? 

11. Tenha recompensas

Atingiu uma meta? Ficou um tempo por conta só de estudar sem se distrair. Recompense-se!

Isso ajudará a encarar o estudo em casa como algo prazeroso e não uma mera obrigação. Deixará sua rotina mais dinâmica e com a sensação de vitória conquistada a cada meta batida. 

Essa recompensa pode ser o que você quiser, desde uma guloseima até mesmo 10 minutos no WhatsApp, por exemplo. 

Tem que ser algo que você goste e que te distraia por um tempo, até para ajudar o cérebro a descansar! 

12. Alimentação e atividade física

Todo mundo sabe que a rotina de quem se dedica a aprender em casa é extenuante. Mas isso não deve ser uma desculpa para relaxar com certos cuidados com o corpo. 

A alimentação e a atividade física, além de serem fundamentais para a nossa saúde, ajudam o corpo a se manter para um ritmo frenético de estudos. 

Além disso, comidas balanceadas e o exercício físico, possibilitam a criação de hormônios que te dão prazer, a ter uma mente sadia e uma condição básica para se manter horas em estudo. 

Não abra mão (mesmo!) da boa alimentação e dessas atividade. Pratique uma corrida ou uma caminhada diariamente. Tenha horários definidos para se alimentar. E não se esqueça de beber água. 

Além de sua saúde como um todo, o seu cérebro entenderá esses momentos como uma folga dos estudos e isso também é bom.

Dicas bônus!

Saber como estudar em casa requer sim uma enorme disciplina e essas dicas que demos até aqui serão, com certeza, valiosas para o seu dia a dia de aprendizado.

Mas existem outras tantas que podem contribuir muito ainda. Por isso, veja outras sugestões que podem ajudar em seus estudos:

  • Leia em voz alta para ajudar na absorção do conteúdo;
  • Tenha conforto e garanta ergonomia para as horas de estudos;
  • Garanta uma iluminação em seu ambiente que não force suas vistas; 
  • Faça com que seu ambiente seja arejado o suficiente para manter uma temperatura fresca – nem tanto calor, nem tanto frio;
  • Escute músicas ao ler, de preferência a músicas instrumentais ou alguma que você ainda não conheça. 

São muitas as dicas que te ajudarão a se concentrar e a ter um melhor rendimento em casa. Seja para a prova de CACD ou outro concurso, ter aplicação e disciplina nos estudos serão um diferencial para uma performance vitoriosa! 

Essa é, talvez, a maior das sugestões que se possa dar. 

Se além de saber como estudar você quer entender melhor o estudo para concursos, sugerimos fortemente a leitura do post: “Como Estudar para Concurso Público do Zero?” .

Por isso, não abra mão de, sim, se empenhar e encontrar as melhores formas de construir uma rotina que a ajude a saber como estudar em casa. 

Mas, diga pra gente: você tem alguma sugestão? Qual a sua maneira de estudar em casa? O que você já fez para conseguir um maior desempenho de estudos em seu lar?

Conte para a nossa comunidade aqui nos comentários e ajude quem ainda não encontrou o ritmo! 

E não deixe de assinar o Clipping para ter os melhores conteúdos para quem quer passar em um dos mais desafiadores concursos do Brasil. 


  • Pedro Soares
    Pedro Soares

    Pedro é estudante de Administração e atua nos times de Marketing e Comercial do Clipping!


Pedro Soares
Pedro Soares

Pedro é estudante de Administração e atua nos times de Marketing e Comercial do Clipping!